Início Curiosidades

Multidões se reúnem para testemunhar a estátua da Virgem Maria que Chora Sangue

Este é o momento em que os residentes italianos se aglomeram em uma estátua da Virgem Maria que parece estar chorando sangue:

O fenômeno foi detectado pela primeira vez por um menino andando de bicicleta na Praça Paolino Arnesano, na cidade de Carmiano, que tem apenas cerca de 12.100 habitantes, na província de Lecce, no sul da Itália, no dia 3 de agosto.

O jornalista Andrea Tafuro disse que a estátua, erguida em 3 de setembro de 1943, foi posteriormente visitada por hordas de pessoas que queriam orar em praça pública e testemunhar a cena incomum.

Dezenas de pessoas em pé na base da estátua da Virgem Maria, enquanto uma “lágrima de sangue” parece cair de seu olho direito.

Riccardo Calabrese, sacerdote da Igreja de Sant’Antonio Abate, disse no Facebook que não está claro se o incidente foi “um milagre, fruto do calor do momento, ou pior de tudo, a ideia de uma piada de alguém”.

Calabrese disse: “Todo o tempo que estive ao lado da estátua, vi uma procissão de pessoas que, por curiosidade ou fé, saíam de suas casas para se reunir ali.

“Eu vi crianças, adolescentes, adultos e idosos se reunindo em nossa amada estátua da Virgem Maria, e todos olharam para o rosto dela.”

O jornal local Repubblica disse que o bispo de Lecce, Michele Ceccia, anunciou que a igreja investigará o incidente.

Esta pode ser uma operação de limpeza para remover a mancha vermelha, mas pelo menos a Virgem Maria não perdeu nenhum dedo – como esta escultura fez quando um turista se pendurou sobre ela para tirar uma foto.

O homem, que foi identificado como um austríaco de 50 anos, mas sem nome, pode ser visto se virando para olhar para algo que só podemos supor ser dois dedos do pé quebrados que foram arrancados.

O cara então se levanta no museu Gypsotheca Antonio Canova em Possagno, Itália, antes de se afastar despreocupadamente.

O museu explicou como o turista se ‘entregou’ e também escreveu uma carta ao presidente da Fundação Canova, Vittorio Sgarbi.

Em um relatório traduzido, o homem escreveu: “Eu gostaria de me auto-processar, a partir de hoje li sobre o incidente nos jornais austríacos e ficou imediatamente claro para mim que precisava entrar em contato.

“Continuo à disposição, foi um comportamento irresponsável da minha parte, as consequências não foram conhecidas por mim, por isso normalmente continuei a visita ao museu e toda a estada na Itália”.

O turista, que supostamente mora em Aistersheim, Grieskirchen, Áustria, continuou: “Durante a visita me sentei na estátua, sem perceber os danos que evidentemente causei. Peço-lhe informações sobre as etapas que são necessárias de minha parte esta situação muito desagradável para mim e pela qual, em primeiro lugar, peço desculpas em todos os sentidos. ”

Enquanto a equipa do Museu já está a trabalhar para identificar as várias fases que levarão ao restauro da obra, Vittorio Sgarbi afirmou: “Agradeço o sentido cívico destes cidadãos e tomo nota das suas palavras de constrangimento pelo ocorrido”.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ladbible