Início Curiosidades

Mulher chinesa leva homem para passear com uma coleira e a polícia intervém

Dormir com alguém que não seja sua namorada é a razão pela qual um chinês foi passear, de um jeito que nunca esquecerá.

Uma discussão pública sobre a infidelidade é uma coisa que as pessoas podem desacelerar para assistir. No entanto, quando alguém tropeça em uma cidade movimentada, preso a uma coleira e rasteja nas mãos e nos joelhos como um cachorro, o tráfego pára e a polícia aparece.

Estranhos observavam perplexos quando uma mulher de vestido azul e salto alto caminhava com confiança por uma calçada perto do centro da cidade. Dois passos atrás dela estava um homem rastejando sobre as mãos e os joelhos.

Uma coleira de cachorro de couro preto em volta do pescoço, ele lutou para acompanhar enquanto a mulher puxava uma coleira de cachorro preta presa à coleira. O homem usava roupas pretas para combinar com seus acessórios caninos.

Testemunhas da cena estranha pararam espantadas. Alguns pensaram que era uma piada ou um golpe promocional, mas a intensidade dos comandos da mulher os convenceu do contrário.

Enquanto esperava o sinal mudar, ela ordenou que o homem “ficasse” e acariciou-o na cabeça. Durante as trocas nas ruas, o jovem não olhou para a namorada. Eventualmente, a comoção de tantas pessoas parando na calçada e em seus carros levou a polícia ao local.

Após uma conversa de 25 minutos, os policiais convenceram a mulher a soltar o homem. No entanto, ao fazê-lo, ela declarou que seu namorado era um cachorro, não um homem. Ela se afastou enquanto o homem continuava a segui-la nas mãos e nos joelhos, mesmo que ele não estivesse mais preso. A polícia o ameaçou com uma multa, a menos que ele se levantasse.

Ele obedeceu, mas ainda seguia docilmente atrás da namorada, a cabeça baixa. Os espetáculos públicos na China freqüentemente incluem esposas e namoradas espancando as amantes de seus maridos.

No entanto, é muito raro testemunhar a vergonha pública de um homem, especialmente de uma maneira tão estranha.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Weird Asia News