Monte a sua matéria: Assombrações, espíritos e demônios #31

Bom, galera. Antes de tudo, gostaria de agradecer ao carinho que vocês tem me dado. De coração mesmo, é muito bom participar do Minilua, e mais do que isso, aprender com todos vocês.  Mensagem dada, vamos ao post da semana. Nele, alguns dos temas mais controversos da atualidade. Uma boa leitura!




Assombrações, espíritos e demônios

Por: Rayan Almeida

E como esta é a primeira matéria, gostaria de fazer uma rápida apresentação. Bom, vamos a ela…

Meu nome é Rayan Almeida, tenho 19 anos, e sou estudante de Direito na cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais. De modo geral, sou fanático por mistérios envolvendo religião, civilizações antigas, ufologia e todo e qualquer tipo de coisa que nos leva a questionar e a criticar qualquer conceito que anteriormente era dado como certo e após tais questionamentos não parecem mais tão certos. Já de antemão digo, sou ateu. Sou ateu em relação a religiões e crenças em deuses e santos, nesse sentido, não creio em nada que não seja provado ou pelo menos provável, no entanto sou do seguinte pensamento: Se quisermos criticar alguma coisa, pelo menos temos que entender a essência da mesma. Nesse ponto me resguardo, pois embora eu não seja um Teólogo, tenho um vasto conhecimento sobre a bíblia e os dizeres que nela são expostos. Dessa forma, acho que fica bem claro como me coloco na matéria que tento escrever abaixo.

Como já disse anteriormente, só acredito naquilo que seja provado ou pelo menos provável. Até pelo menos aos 12 para 13 anos eu era de religião católica, pois desde pequeno recebi os ensinamentos bíblicos da minha família, no entanto nem eu nem ninguém da minha família poderíamos ser taxados como um a “católico praticante” raramente íamos às missas e eventos da igreja. Lembro-me bem de episódios em que na escola ensinavam a evolução e na igreja falavam da criação, me lembro também de por várias vezes indagar minha mãe e minha avó sobre o que acreditar, daí digo firmemente que foi quando começou meu ceticismo em relação à religião.

Desde pequeno sou fascinado com mistérios, tais quais eu sempre investiguei a fundo antes de levantar qualquer crítica. Lembro-me de ter medo ao ouvir falar em assombrações, espíritos e demônios e a noite não dormir de medo. Em relação a filmes poucos me impressionavam, mas o filme “O Exorcista” de fato me traumatizou. Mas ao crescer, e mais precisamente ao estudar, tudo isso foi mudando. É o que sempre digo: quanto mais se estuda, mais se cria um pensamento critico. Mais do que isso, não se aceita “as verdades pré-definidas”. Dessa forma, vou expor algumas de minhas ideias, opiniões e conclusões em relação a diferentes tópicos. Por isso peço que leiam o texto com a mente aberta e sem nenhum preconceito. Boa leitura.

Seres sobrenaturais ou até mesmo almas dos que já morreram, para mim, são apenas ficção e, muitas vezes lendas ou folclores de certas culturas. Embora, partindo desse pressuposto, confesso me interessar por artigos ou até mesmo filmes com o dado assunto, pois o tema nos coloca em uma atmosfera de medo e tensão a qual acho de fato interessante. Vejamos: Em diferentes culturas do mundo pode se notar semelhanças nas quais as pessoas veem aquelas que já morreram. São vastas as fotos onde dizem que um ente querido já falecido aparece na imagem, algumas delas tidas como reais e outras, meras manipulações gráficas. Abaixo, algumas fotos que “comprovam” tais relatos.

Essa imagem é muito famosa na área em que estamos tratando. Trata-se de uma cena rodada no filme “Três Solteirões e um Bebê” onde uma imagem de fantasma aparece na janela. Quando assistindo o vídeo em tempo real, você verá isto. Há uma cena no filme “Três Solteirões e um Bebê” nos quais algumas pessoas reivindicam ter visto a figura fantasmagórica de um menino pequeno que foi morto na casa da qual a cena foi filmada. É dito que os pais do menino têm processado o estúdio de filme em algumas variações, ou os donos da “casa”, por deixar o nome do menino sido lançado à imprensa. Também há contos de outros objetos fantasmagóricos que são vistos ao longo do filme, notavelmente um rifle que aponta à cabeça do “menino” de fantasma.

Essa sim foi uma foto famosa entre os crentes e interessados no assunto. Todos os sites em que ela se encontrava diziam “Se você olhar por muito tempo na imagem e se sentir mal ou de alguma forma agoniado apague a foto do computador, desliguem o monitor ou façam qualquer coisa para não olharem mais” (Na realidade essa era a essência do alerta). De fato é uma imagem um tanto assustadora dado em vista que os efeitos 3D nela contidos no proporcionam um terror quase imensurável. Confesso que quando a vi pela primeira vez me aterrorizou de uma forma muito forte. Até me lembro de onde a vi, foi no “Programa do Ratinho”. Na época eu era muito pequeno, daí o motivo do medo. No entanto vários grupos e sites já desvendaram e provaram ser uma manipulação gráfica, mesmo assim não tira o mérito da imagem ser horripilante.

Esta aqui, tirada após a Primeira Guerra Mundial em 1919, no dia do funeral de Freddy Jackson, oficial morto por uma hélice de avião. Como se vê pela imagem em destaque, ele aparece atrás de outro oficial do Esquadrão Goddard. É um típico exemplo de um espírito que não aceita sua morte trágica. Confesso eu, de fato, não há nenhum dado desabonador da ideia de um espírito, muitos estudiosos já analisaram a foto em busca de evidências que comprovassem uma provável farsa ou edição, no entanto até hoje sem sucesso.

Civilizações antigas e seus feitos

Muitas especulações existem sobre fatos na história ou até mesmo vestígios de outras histórias. Não há como contestar provas físicas de veracidade incontestável como as pirâmides do Egito ou as dos Maias. No entanto muitas coisas permanecem obscuras nesse assunto, algumas delas já teriam uma “solução”, mas aqueles que não aceitam a verdade imposta como já disse contestam a ponto de ver que não passam de balelas e especulações para enganar aqueles que são alienados. Colocaremos em tópicos as diversas civilizações das quais ainda há dúvida sobre seus feitos e até mesmo sua existência.

*Egípcios

Os Egípcios são sem dúvida um dos povos mais fascinantes que já caminharam sob a Terra, sua tecnologia era de fato e comprovada atualmente como uma das mais avançadas da época e até hoje ainda há dúvidas de como adquiriram essa inteligência a tal nível de desenvolvimento. Suas pirâmides são provas concretas de tamanha inteligência e organização. Com 2.300.000 blocos de calcário e granito, pesando em média 2,5 toneladas. Nenhum bloco tinha menos que 2 toneladas e alguns chegam a 9 toneladas a pirâmide de Gizé se estende a mais de 146 metros de altura.

Estima-se que tenha levado em média 30 anos para a construção final ficar pronta. Historiadores já comprovaram que a pirâmide tinha sistemas de ventilação, escoamento de água e aquecimento em sua construção primária. Daí surge a grande dúvida, o grande questionamento, como uma civilização, embora avançada para sua época, poderia construir algo tão grandioso e ao mesmo tempo tão impossível para época, se ainda hoje quase não teríamos recursos e nem tecnologia suficientes para erguer tamanha maravilha, e ainda se tivéssemos seria um tanto trabalhoso.

Fatos já comprovam que rochas ou blocos com as quais a pirâmide foi construída vinham de até 800 quilômetros de distância, da pedreira de Assuã, em barcos pelo rio Nilo. Os pesadíssimos blocos, alguns com até 80 toneladas, também revestiam as câmaras e os corredores internos. Algumas teorias são relacionadas a extraterrestres, explanaremos mais esse assunto posteriormente.

*Maias

Os Maias assim como os Egípcios são repletos de mistérios envoltos a sua vivência na terra. Mas o mistério mais importante e mais enigmático é o que diz respeito ao seu calendário.

O calendário Maia e composto por ciclos que se referem há dias, meses e anos assim como o nosso calendário, com a diferença de que o ano maia tinha 260 dias. O fator mais importante do calendário é que de acordo com o que se pode ler, ele terá um fim. Dessa forma estudiosos acreditam que o fim relatado no calendário se dará no dia 21/12/2012.

Outros estudiosos dizem que não é o fim e sim um recomeço, pois algumas teorias Maias dizem que nessa data o Deus Sol ou Kinich Ahau como era chamado, viria a terra e começaria um novo ciclo, tal ciclo nunca foi desvendado. Alguns estudiosos do assunto relacionam a vinda do tal Deus Sol, com o momento em que o sol irradiará tantas ondas para a Terra que a mesma entrará em um estado de cataclismo. Embora não se haja provas da possibilidade de tal acontecimento, e desprezando o calendário Maia, informo a vocês leitores que de certa forma acredito na teoria.

*Atlântida

Embora não se tenha dados comprobatórios suficientes de sua existência, Atlântida é sem dúvida a mais fascinante de todas as civilizações antigas. A primeira fonte de informação que chegou ao mundo moderno é sem dúvida os escritos de Platão. Foi ele quem primeiro falou da existência de uma ilha então submersa à qual foi dado o nome de Atlântida. Platão tomou conhecimento da Atlântida através de Sólon, que, por sua vez lhe foi referido por pelos sacerdotes egípcios, num dos templos da cidade egípcia de Saís.Posteriormente estudiosos constituíram que não se passava de uma ilha e sim de um imenso continente tragado pelas águas. Em seus textos Plantão descreve Atlântida como a mais perfeita civilização, sendo que todos viviam em perfeita harmonia e passividade. Dotados de conhecimentos em agropecuário e astronomia os Atlantis tinham uma civilização com um alicerce impecável, da mesma forma era sua educação que já se desenvolvia desde seu primeiro momento.

Atlântida foi destruída em três partes, devido a crescente ocorrência de atividade de vulcões e terremotos no continente, sendo que após a segunda só restavam poucas ilhas, tais quais Platão fala com clareza. Conforme dito antes, embora não haja provas suficientes que comprovem os relatos de Platão, muitos já moveram muito dinheiro e tecnologias para descobrir o continente perdido no Oceano Atlântico, alguns já encontraram algumas ruínas que davam mérito a teoria, encontraram até mesmo objetos e coisas artesanais. Mas até hoje só se imagina uma sociedade perfeita que da noite para o dia acabou sem deixar vestígios.

Extraterrestres e Óvnis

Esse é sem sombra de dúvidas um dos assuntos do qual eu tenho mais animação em falar.  Confesso que atualmente não tenhamos muitas fontes confiáveis já que a boa manipulação de vídeos e imagens estão nos passando caminhões de falsificações. Mas convenhamos, seria de extrema ignorância e egoísmo imaginarmos que somente os seres humanos habitam a imensidão do universo. Certos estudiosos definem uma margem no universo onde tal planeta pode ou não ser habitado, ou seja, onde poderia haver vida. Eles usam como base o seguinte critério, num planeta só pode ter vida caso ele já tenha tido ou tenha água.

Agora passarei a vocês uma coisa nada provada e sim provável, apenas um pensamento e raciocínio que tenho. Imaginem uma raça ou espécie de vida que não tenha como base primária a água assim como nós temos. Imaginem, por exemplo, que essa espécie viva ou se mantém essencialmente de carbono ou qualquer outro elemento. Imaginem que tal espécie não necessariamente tenha as características de um humano. Nesse momento estou colocando vocês a pensarem que somos iguais em nosso planeta, pois assim como nos foi ensinado toda vida nasce, cresce, reproduz e morre. E se essa outra espécie, assim como possa haver outras com características diferentes, não tenham nenhuma semelhança por menor que seja com a vida que nós conhecemos. Essa teoria que agora passei a vocês quebraria totalmente a teoria da Zona Habitável do universo.

Embora a cada dia que passa vemos mais fotos e vídeos que possam ser verdadeiros, esses passam despercebidos, pois com a crescente manipulação de mídia fica na realidade difícil julgar. Mas alguns fatos são irrevogáveis, como o caso Roswell, o caso de Varginha, a Área 51 dentre outros. Sim, de fato, há muitas especulações e coisas que não fazem o menor sentido. Mas claro, provas devem ser analisadas e só depois levadas em consideração. Por que haveria uma base de teste militar no deserto de Nevada, sendo que já foi constatado que nenhuma atividade militar foi vista por lá? Essa é uma pergunta encoberta com uma resposta de silêncio.

Em diversas eras e tempos diferentes vemos relatos de pessoas que tiveram contato com o fenômeno, civilizações antigas gravaram isso na história, pintando seres humanoides nas paredes de suas cavernas, gravando em pedras imagens de seres que não são desse mundo. Como dito anteriormente, os egípcios construíram as pirâmides, mas como eles construíram? Esse sim é o real questionamento. Muitos dão o mérito aos extraterrestres, por mais estranho que se possa ser. Não há possibilidade de pessoas desprovidas das tecnologias avançadas que temos hoje, e ainda sim quase inúteis para tal feito, terem construído tamanha beldade da arquitetura. Outro exemplo que temos é a Stonehenge, que é formada por círculos concêntricos de pedras que chegam a ter cinco metros de altura e a pesar quase cinquenta toneladas. Como poderiam essas civilizações construir algo desse tipo?

A Bíblia, o sagrado livro cristão, nos proporciona uma imensidão de vestígios que mostram que nossos antepassados entraram em contato direto com esses seres, no entanto eram atribuídos a deuses tais fenômenos. Novamente digo a vocês, não sou crente da bíblia, mas acredito nos fato nela narrados, com um pequeno, porém, não atribuo os milagres e acontecidos mágicos a nada divino, na realidade não acredito que deva ser levado ao pé da letra o vem escrito na mesma, pois para mim a Bíblia é uma alegoria de um acontecimento aos olhos de pessoas sem conhecimento. Dessa forma, após esclarecido o ponto de vista, continuo com o relato dos Óvnis na Bíblia.

Um pequeno trecho do capítulo 1 do livro de Ezequiel, nos versículos 4 e 5 fala:

“Olhei, e eis que um vento tempestuoso vinha do Norte, e uma grande nuvem, com fogo a revolver-se, e resplendor ao redor dela, e no meio disto, uma coisa como metal brilhante, que saía do meio do fogo. [Ezequiel 1:5] Do meio dessa nuvem saía a semelhança de quatro seres viventes, cuja aparência era esta: tinham a semelhança de homem.”

Essa dentre várias outras passagens podem ser encontradas na Bíblia. Agora falaremos desses vestígios contidos na arte em tempos antigos.

Estas imagens de dois cruzados são de um manuscrito do século XII “Laurissenses Annales” (livros de história religiosa do evento) e refere-se a um Óvni visto em 776, durante o cerco ao castelo de Sigiburg, França. Os saxões cercavam e sitiavam a população francesa. Ambos estavam lutando quando, de repente, um grupo de discos voadores “aparece” acima da igreja. Para os saxões parecia que os franceses estavam sendo protegidos por esses objetos que julgavam divinos e se retiraram.

Esta imagem vem do livro francês “Le Livre Des Bonnes Meurs”, de Jacques Legrand, localizado no Museu Condé de Chantilly. Algumas pessoas dizem que esta estranho objeto é um balão, mas em 1338 na França não havia balão.

Este quadro mostra “A Crucificação”, pintado em 1350. Dois objetos com figuras dentro podem ser vistos em cima na região esquerda e direita do afresco.




Nas duas ampliações, as evidências ficam ainda mais claras. O afresco, no caso, está localizado acima do altar do Mosteiro de Decani, no Kosovo, na Iugoslávia.

Estas duas tapeçarias foram criadas no século XV. Ambos descrevem a vida de Maria. Nos dois objetos pode ser observado claramente um estranho “chapéu” moldado. O primeiro é conhecido pelo título de “O Magnificat”. As duas tapeçarias estão na basílica francesa de Notre-Dame em Beaune.

“A Madonna de São Giovannino” está na National Gallery, em Londres. Os dados são do sec. XV e foi pintado por Domenico Ghirlandaio. Pode ser visto no canto superior direito um estranho objeto voando com luzes que piscam, e abaixo está um homem com o braço levantado para ele. Além disso, o homem tem o braço levantado, como se estivesse tentando bloquear o sol para ver melhor o estranho objeto no céu.

Esta imagem representa Jesus e Maria montados num estranho artefato lenticular. A pintura é intitulada “O Milagre da Neve” e foi realizada em 1428 por Da Panicale Masolino (1383-1440). Esta imagem está localizada na igreja de Santa Maria Maggiore, Florença.




Pintura de Carlo Crivelli (1430-1495), denominada “A Anunciação” (1486), localizada na National Gallery, Londres. Nessa pintura se ver um estranho objeto em forma de disco da qual um feixe de luz vai para a cabeça de Maria.




Esta tapeçaria chamada de “The Triumph of Summer” foi realizada em Bruges em 1538. Agora reside no Museu Nacional da Baviera, Alemanha. Nele, podem-se ver claramente objetos em formas de discos na parte superior do tapete, tanto do lado da esquerda para a direita. Como pode ser visto na extensão, os objetos que flutuam no ar são iguais, tem forma discoide com uma porção levantada no centro, semelhante à forma de um chapéu.

Esta representação da crucificação de Cristo é um afresco do século XVII e está localizado no Svetishoveli Catedral na Geórgia. Neste afresco podem-se ver dois estranhos objetos a cada lado de Cristo, no auge de suas mãos. Além disso, há uma face em cada objeto olhando para baixo.

Dessa forma vemos que uma das maiores provas de existência de vida fora da Terra, é o contato que nossos antepassados tiveram com tais seres.  Ao meu ver fica irrevogável a existência de outros seres vivos no universo. Essas provas estão dentro dos variados arquivos contidos na pesquisa e estudo dessa área. Caso queiram saber mais é só pesquisarem mais a fundo, pois além de ser um assunto muito interessante é também muito amplo.

Criptozoologia

Criptozoologia é o estudo onde é pesquisada a existência de animais mitológicos, lendários ou visto por poucos. Dentre eles os mais conhecidos são O Monstro do Lago Ness e O “Pé Grande”, que também é conhecido como “Yeti”. Assim como os temas abordados anteriormente são muitas as especulações e algumas provas falsificadas. Essa ciência, por assim dizer, se baseia muito em lendas e folclores regionais, por esse motivo muitas vezes não é levada a sério.

Prova de que a ciência existe e é eficaz, foi a descoberta do peixe Celacanto, que por muitos era tido como lenda ou extinto, sendo ele um peixe que possivelmente seja o elo perdido entre os répteis e os peixes, já que possui nadadeiras que se assemelham fortemente com patas e há vestígios de uso das mesmas com tal finalidade. A meu ver é uma ciência interessante e muito importante, pois alguns desses animais podem ter vivido à muitos anos e hoje ou temos como extintos ou como lendários. Abaixo colocarei alguns desses caso e também darei minha opinião.

*Pé Grande, Sasquatch ou Yeti

Muitas são as fotos e vídeos que se dizem provas da existência do mesmo. Porém algumas poucas podem ser consideradas reais. Em diversas culturas e regiões do mundo existem lendas que falam sobre um humanoide com cerca de 2 metros coberto por pêlos, assemelhando-se com um homem e à um macaco ao mesmo tempo. Possuem diversos nomes, Sasquatch, Yeti, Bigfoot, Pé Grande dentre outros dependendo da região, A seguir vai o relato do caso da imagem ao lado.

Em 1967, Al Hodgson e Syl McCoy avisaram Patterson das recentes pegadas que haviam encontrado na região de Bluff Creek. Patterson alugou uma câmera para filme de 16 mm e comprou dois rolos de filme. Patterson e Gimlim estavam cavalgando na floresta de California’s Bluff Creek, quando foram jogados dos seus cavalos. Patterson ao notar um movimento do outro lado do rio, direcionou a sua camêra para lá e filmou o Bigfoot enquanto pode, após Patterson e Gimlim o seguiram por mais de 30 minutos. Patterson retirou as pegadas deixadas pelo Bigfoot. Nas 3 décadas seguintes, os 952 frames do filme foram submetidos a toda sorte de perícia. Um estudo feito pelo North American Science Institute, em junho de 1998, concluiu que o filme é genuíno. Mas, no mesmo ano, o North American Science Institute gastou cerca de $75.000 para analisar o filme digitalmente. Mesmo assim, as dúvidas existem entre os investigadores do Bigfoot.

A meu ver, entendo que é completamente aceitável a existência do mesmo, já que existem diversos relatos e fotos, embora nem todas verdadeiras. Um animal extinto, um primata ao qual temos parentesco distante, que para sua sobrevivência diante ao desenvolvimento da humanidade, teve que se refugiar em lugares extremos e em sigilo mantiveram sua espécie a salvo. Parece-me muito provável a existência de tal criatura.

*Monstro do Lago Ness

Há vários séculos se tem ocorrências de criaturas marinhas gigantescas que perturbam as navegações em alto mar. Desde sempre o marujo teve medo dos perigos que o mar trazia, e os mais temidos eram os monstros marinhos, cada vez representados de uma forma, ás vezes uma serpente tão grande que com um balançar de sua cauda, afundaria o maior dos navios, outras vezes uma espécie de dragão marinho, mas sempre seguindo o mesmo padrão. Durante séculos houve mitos sobre o monstro que vive nas profundezas do Lago Ness na Escócia. Aparições de Nessie, como é carinhosamente chamado, datam de 1500 anos atrás. Recentemente, algumas pessoas provaram a sua existência com fotografias, mas muitas delas eram falsas. Em 1934 na mais famosa fotografia do monstro, tirada pelo cirurgião R.K. Wilson (daí o nome da fotografia, conhecida como Surgeon’s photo). A fotografia circulou pela imprensa mundial como prova absoluta da existência real do monstro.

Décadas depois, em 1994 Marmaduke Wetherell confessou ter falsificado a fotografia enquanto repórter free lancer do Daily Mail em busca de um furo jornalístico. Wetherell afirmou também que decidiu usar o nome do Dr. Wilson como autor para conferir mais credibilidade ao embuste.

Em 25 de maio de 2007, Gordon Holmes, um técnico de laboratório de 55 anos de idade, filmou um vídeo que ele diz ser de uma “criatura preta, com cerca de 50 pés de comprimento, movendo-se rapidamente na água”. O vídeo foi estudado por biólogos e sem dúvida trata-se realmente de uma filmagem de um animal não identificado, no qual as características físicas são mesmo parecidas com as de um plesiossauro, portanto, ainda assim não é considerada uma prova de sua existência. Diz-se que o vídeo está “entre as mais brilhantes aparições do monstro já feitas”.

Sem dúvida essa é uma história a qual eu acredito primeiro nós analisamos o fato de que todos os relatos da criatura informam que sua semelhança com o até então extinto Plesiossauro, são tamanhas que quase não resta dúvidas. De fato um dinossauro, ou até mais de como pode ser observado em alguns outros relatos, pode ter sobrevivido à extinção, ficando oculto nas profundezas de um lago na Escócia.

Fadas

Criptozoologia abrange seria a Fada, criatura muito controvérsa já que a maior evidência de sua existência, aquela que chocou o mundo em sua época nada mais é que uma farsa, ou melhor dizendo, uma brincadeira de criança.

Duas primas, Elsie Wright, de 16 anos e Frances Griffiths, de 10, que, em um domingo de 1917 se atrasaram para o chá das cinco. Para explicar o atraso, elas disseram que encontraram fadas. Logo elas produziram fotos para provar que haviam visto fadas no vale Cottingley (Yorkshire, Inglaterra), mas os pais compreensivelmente desconsideraram as fotos como “besteira”.
Contudo, três anos depois a senhora Wright, mãe de Elsie, estava envolvida na Sociedade Teosófica, que dava credibilidade a fotos de espíritos, entre outras coisas. Ao assistir uma palestra em que fadas foram discutidas, ela lembrou-se das fotos e as entregou ao palestrante que tratou de passá-las a Edward Gardner, que levou as fotos muito a sério. Ele pediu a ajuda de diversos especialistas, e entre eles estava ninguém menos que Sir Arthur Conan Doyle, criador do célebre detetive fictício Sherlock Holmes.

Na edição de março de 1983 de Science, as duas primas “confessaram que as fadas nas fotografias eram, na verdade, desenhos que Elsie tinha feito, recortado e prendido com alfinetes”. Isto explica porque não havia dupla-exposição: as fadas estavam lá, mas eram de papel, simplesmente desenhos de fadas recortados de revista e há pelo menos uma fotografia que evidencia uma clara dupla-exposição.

A confissão de 1983 não foi a primeira. Elsie e Frances, como em outros casos de fraudes simples que se tornaram muito famosas, sempre foram evasivas em relação ao tema. Ambas ainda insistem que realmente viram fadas, que apenas as fotos são forjadas. O fato é que elas conseguiram manter o tema e a controvérsia viva por décadas e enganaram todos que ousaram assumir que elas eram incapazes de fraudar qualquer coisa. Afinal, eram só crianças.

Em relação a fadas confesso que sou um tanto cético, não sei se é a relação delas com os desenhos da Disney, mas fadas me levam a crer em algo muito fantasioso, indo a extremos quem nem mesmo eu consigo emergir. Sem contar o fato de que as fotos ao lado são perfeita em vários sentidos, sendo talvez a prova concreta da existência das criaturas, no entanto dado como falsas, de certa forma é decepcionante, pois no ramo dos mistérios, algo tão claro e comprobatório é dificil de se encontrar.

Bom, galera. Assim encerro a matéria de hoje. Espero, sinceramente, que todos tenham gostado, pois, em alguns trechos, expus as minhas opiniões mais sinceras e pessoais. Como já havia dito, se mantiveram a mente aberta durante a leitura, sempre com o pensamento de que os fatos relatados, as imagens expostas podem ou não ser interpretadas de formas diferentes. Mas é interessante saber desses assuntos, pois quando algum deles for comprovado ou tido como mentira, lenda ou ficção, você poderá opinar, pois agora você sabe o que de fato ocorreu.

Lembrem-se sempre disso, sempre que for criticar, primeiramente entenda, além de ter bons fundamentos para a crítica, talvez até poderá mudar de ideia. Desejo a vocês uma boa sorte na vida, e desejo que continuem pesquisando os assuntos por nós tratados. Agradeço a aqueles que leram e absorveram o conteúdo, para posteriormente disseminar e ampliar mentes pelo mundo.

Att,

Rayan Almeida

Receba mais em seu e-mail
Topo