Monte a sua matéria: Religião, um assunto polêmico? #5

Que a religião divide opiniões, isso ninguém duvida. Prova disso, aliás, pode ser evidenciado no artigo abaixo. Escrito por Leonardo Martins, ele abordará um dos temas mais recorrentes de nossos tempos: o ateísmo. Uma boa leitura!

                                                                Religião, um assunto polêmico?

Escrevo esse texto para conscientizar várias pessoas. Todos já estamos cansados dessas discussões entre religiosos e ateus que não passam de uma simples falta de respeito. Por isso, irei mostrar como, tanto o ateísmo como a religião, não estão 100% certas.

A religião fala sobre “amar o próximo”, ou seja, você tem que respeitar e cuidar do próximo, independente da religião, do sexo e da cor da pele. Contudo, se isso é verdade, então os religiosos estão errados em chegar para um ateu e falar que ele está seguindo o caminho errado, que irá para o inferno simplesmente por não acreditar em Deus. Outra coisa: a religião é simples. Por quê? Porque a religião explica qualquer coisa simplesmente falando: “Porque Deus quis assim”. Esse tipo de argumento atrasou os povos europeus durante quase mil anos, em um período conhecido como Idade Média. Nesse período, a Igreja Católica controlava tudo. Se não tivesse ocorrido o renascimento, em que inúmeras pessoas se revoltaram contra a Igreja após perceber o tamanho dos abusos cometidos por seus membros, ainda estaríamos atrasados na questão tecnológica.

Muitas coisas que a Igreja afirmava serem verdades incontestáveis, a ciência foi lá e comprovou o quão erradas estavam. Um dos exemplos mais conhecidos é que a Igreja afirmava que a Terra era quadrada, e a ciência foi lá e comprovou que ela era redonda. Outra coisa que irrita muitas pessoas é que milhões de pessoas acreditam que a evolução está errada, mas, estranhamente, acreditam que o homem foi criado do barro. Por isso, a religião é falha, muito falha, para ser exato. A religião defende que um ser, chamado Deus, sempre existiu (sendo que tudo que existe precisa ter uma origem definitiva) e que criou o Universo.

Mesmo que Deus exista, ninguém sabe como ele é. Nossos conhecimentos se baseiam em estudos das diversas religiões pelo mundo, mas, e se Deus for completamente diferente da maneira como é descrito segundo os ensinamentos da Igreja?

Agora vem a parte do ateísmo. Em primeiro lugar: nunca comprovaram que a evolução está certa, nunca comprovaram que o Universo foi criado a partir do átomo primordial e nunca comprovaram quase nenhuma das teorias científicas. Mesmo assim, a ciência dá tanto aos religiosos e ateístas, a chance de encontrarem explicações para o funcionamento e origem do Universo.

Por isso que quando falamos de ciência, temos que nos conscientizar de que existem cientistas religiosos, assim como cientistas ateístas. Se uma pessoa ateia não acreditar, ela não verá o que o religioso vê, pois são visões diferentes, movidas por ideias diferentes. Em segundo lugar: a vida é de cada um, por isso, se você é ateu ou religioso, não importa você não pode sair por aí falando besteira para uma pessoa que segue uma doutrina diferente, pois a vida é dela, ela segue a religião que quiser e você não tem nada a ver com isso.

Lembre-se de duas coisas: 

1 - “Um homem simplesmente foi crucificado por dizer que seria bom se as pessoas fossem legais umas com as outras”.

2 - Perguntar de onde veio o átomo primordial que deu origem ao Universo é a mesma coisa que perguntar quem criou Deus.

Receba mais em seu e-mail
Topo