Minilua

Monte a sua matéria: Nanjie: uma sociedade igualitária #50

E no especial de hoje, uma das vilas mais promissoras do mundo. Conheça, por exemplo, as suas principais características, e mais, os seus principais diferenciais. Uma boa leitura!

                                                     

Nanjie, uma sociedade igualitária

Por: Victor Rezende

O capitalismo é vigente, poucos países seguem o socialismo, os que ainda o seguem são Cuba e Coréia do Norte. Na atual sociedade capitalista, poucos iriam aceitar o coletivismo e tornar tudo público. Mas em uma comuna chinesa chamada Nanjie as coisas são diferentes, lá tudo é público. Saúde, eletricidade, moradias, gás e educação são gratuitos. Seus quatro mil habitantes ainda mantêm as ruas limpas. 

Como surgiu?

Mao-Tsé-Tung implantou as comunas com o intento de estimular o comunismo nas áreas rurais. Nas comunas, seus habitantes tinham de entregar seus bens (ferramentas, “colheiras”, terras e animais, por exemplo) para a comunidade e trabalhar em conjunto, ou seja, dividir tudo, coletivismo. Não obteve êxito na maioria das vezes, gerou fome e milhões morreram por causa das comunas. Assim, muitas foram abandonadas na década de 80, mas Nanjie sobrevive.

A vida em Nanjie 

Essa comunidade tem fábricas de temperos, cervejas, chocolates e macarrão, as fábricas são controladas por seus operários. As terras são de todos, públicas, assim como suas plantações. Os salários são baixos, por outro lado, ninguém tem de se preocupar com coisas básicas, gás e moradias, por exemplo. Lá, Mao-Tsé-Tung é cultuado, há estátuas dele por toda parte.

Recentemente, a BBC produziria um documentário sobre Nanjie. Caso queira assistir, acesse o link:

BBC Brasil: 

PS: Não deixe de curtir, e de expor a sua opinião ok? Até a próxima!

<-- /home/edenilson/web/minilua.com/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/monte-a-sua-materia-nanjie-uma-sociedade-igualitaria-50/amp/index.html //-->