Início Curiosidades

Monstros marinhos encontrados em praias das Filipinas

Uma bolha estranha, coberta de cabelos brancos, flutuou nas margens da província de Dinagat Islands. A aparência da criatura misteriosa assustou os moradores locais.

Os cientistas chegaram recentemente para começar a estudar a criatura. É a segunda vez que uma criatura estranha chega à costa nas Filipinas no último mês.

Fotografias da estranha criatura sugerem que ele tem mais de 6 metros de comprimento e pesa mais de 1.500 quilos. O que parecem ser cabelos brancos cobrem a superfície do objeto, com uma pele enegrecida por baixo. Manchas de sangue vermelho colorem os cabelos brancos.

Os moradores locais correram para a costa para ver a criatura e suas imagens circularam na internet. Os primeiros relatórios sugeriam que a bolha flutuante era um peixe-boi ou um dugongo. Outros especularam que a carcaça era uma baleia inchada.

Tanta atenção caiu que o governo pediu uma investigação da carcaça estranha.

Pesquisadores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais (MENRO) chegaram e realizaram testes visuais e químicos na bolha. Rotulando-a de “globster”, os cientistas concluíram que era uma baleia em decomposição. A decomposição das fibras musculares se transformou nos “cabelos” brancos.

Um monstro marinho foi levado à praia. Um remo, com um corpo de quase 15 metros de comprimento, morreu logo após sua chegada à praia. Na tradição japonesa, o peixe em forma de faca é chamado de “Mensageiro do Palácio dos Deuses do Mar”.

Além disso, muitos acreditam que a aparência do peixe perto da superfície prevê terremotos adicionais. Normalmente, ele fica de 200 a 300 metros abaixo da superfície do oceano, em uma área semelhante ao crepúsculo, conhecida como Zona Mesopelágica.

Oarfish são os maiores peixes ósseos do mundo. Enquanto vivos, eles possuem uma vibrante cor vermelha, roxa e prateada. Os estudiosos acreditam que as longas criaturas são a base dos contos de serpentes marinhas dos primeiros marinheiros.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Weird Asia News