Molho Shoyu e tudo o que você precisa saber

ANÚNCIO

ANÚNCIO

O Molho shoyu, também conhecido como tamari, é um molho popular usado na culinária japonesa. Ele ganhou popularidade em todo o mundo por seu sabor rico – e por ser vegano e geralmente sem glúten. No entanto, você pode se perguntar do que é feito o shoyu e como usá-lo da melhor maneira.

O tamari é um dos cinco tipos populares de molhos de soja japoneses conhecidos como shoyu. O shoyu é produzido fermentando a soja – e às vezes o trigo – usando um fungo especial (koji) e salmoura (moromi). Os outros tipos de shoyu são koikuchi, shiro, usukuchi e sai-shikomi.

Molho Shoyu e tudo o que você precisa saber

Cada um difere com base no processo de fermentação, na espessura, no sabor e no teor de trigo. Comparado à maioria dos molhos de soja, o shoyu é mais escuro, contém pouco ou nenhum trigo e tem um sabor umami mais forte. Umami é um termo japonês para “sabor agradável e saboroso” e refere-se ao sabor único de três aminoácidos encontrados nas proteínas vegetais e animais.

Os alimentos comuns umami incluem kimchi, algas marinhas, produtos de soja e algumas carnes e queijos envelhecidos. Embora algumas variedades contenham pequenas quantidades de trigo, a maioria dos molhos shoyu são livres de trigo, sem glúten e veganos.

Molho Shoyu e tudo o que você precisa saber

Outros molhos de soja normalmente contêm grandes quantidades de trigo, tornando-os inadequados para pessoas que evitam o glúten. Além disso, geralmente são muito mais claros e mais doces. Ainda assim o molho Shoyu é sua melhor opção para um molho de soja sem glúten.

Clique em “Próximo” para ler o restante do conteúdo da postagem.