Vacinas matam? Veja 10 mitos sobre vacinas que existem na internet

A vacinação é um assunto importante em todo o mundo. Inclusive, o Brasil estava fazendo um bom trabalho de divulgação sobre isso até que a vacina da Covid-10 começou a causar medo em muita gente. Logo, a nossa ideia é justamente mostrar os principais mitos sobre vacinas.

Mas, atenção: essa matéria não é apenas para falar sobre essa vacina, especificamente. O que queremos aqui é que você tenha mais informação sobre aquelas vacinas que acontecem anualmente, como a da gripe. Ou então as dos bebês, que causam ainda mais medo nas mulheres que se tornaram mamães recentemente.

Obviamente, no fim do artigo, a gente vai ter sim um bônus para falar sobre a vacina da Covid-19. Aliás, você sabe quanto tempo demora para que a vacina faça efeito e a pessoa vacinada se torne imunizada? Essa é a dúvida que vamos tirar lá no fim do artigo. Por isso, leia atentamente o artigo inteiro.

Os mitos sobre vacinas

Por curiosidade, saiba que a gente achou que essa matéria faria todo sentido após muita gente começar a acreditar em teorias conspiratórias de que as vacinas da Covid-19 poderiam não ter a verdadeira função, de proteger as pessoas.

Claro que não vamos ficar falando aqui que é mito que a vacina tem um microchip criado por Bill Gates ou que essa seria uma forma de acelerar as mortes no mundo todo, que tem tido cada vez mais habitantes. Afinal, essas chegam ao que é absurdo.

Mas, ainda assim, vamos tirar dúvidas sobre alguns mitos que giram em torno de vacinas mais simples, como da gripe ou da poliomielite. Afinal, somente o conhecimento pode nos fazer deixar de lado esses medos que são causados por notícias falsas, não é mesmo?

1 – As vacinas infantis podem causar autismo

Vacinas matam? Veja 10 mitos sobre vacinas que existem na internet

Talvez esse seja um dos grandes mitos que mais impressionam. Só que acaba sendo aceito por muitas mamães e papais preocupados com o desenvolvimento dos filhos. Inclusive, o mito existe desde 1998, quando surgiu um trabalho citando o autismo com a vacina tríplice viral.

No entanto, o próprio autor do trabalho se retratou mais tarde, dizendo que o estudo tinha erros metodológicos. Mas, como bem sabemos, apesar disso, muita gente ainda acredita nesse mito. Por isso, novos estudos foram feitos para provar o contrário, que as vacinas não causam autismo nos bebês.

2 – A vacina contra poliomielite causa síndrome da morte súbita infantil

Vacinas matam? Veja 10 mitos sobre vacinas que existem na internet
Foto: (reprodução/internet)

Esse tópico, na verdade, é praticamente uma exemplificação do que falamos acima. Mas, vale a pena dizer aqui porque tem sido disseminado na internet como verdade. Não há relação entre a vacina da poliomielite com a morte subida infantil (SMSI).

O que acontece é que a administração dessa vacina acontece em um momento em que os bebês podem sofrer com essa síndrome. Ou seja, acaba sendo uma grande coincidência. Assim, é importante lembrar que os bebês que evitam essa vacina da poliomielite correm riscos de morte ou de incapacidade grave.

3 – Aplicar várias vacinas na criança é arriscado

Vacinas matam? Veja 10 mitos sobre vacinas que existem na internet
Foto: (reprodução/internet)

Há o boato de que aplicar várias vacinas ao mesmo tempo nos bebês ou nas crianças poderia ser arriscado demais porque sobrecarrega o sistema imunológico. Porém, várias evidências cientificas mostram que não há casos adversos por conta disso.

Assim, mesmo estando expostas a centenas de substâncias diferentes, elas criam respostas imunes diariamente. Na contrapartida, há diversos benefícios em se aplicar várias vacinas ao mesmo tempo, como menos ida ao posto de saúde e economiza de tempo e dinheiro.

Ah, e tem mais uma vantagem que pode ser muito boa para o bebê: uma combinação de vacinas pode evitar mais injeções aplicadas, como é o caso da que une sarampo, caxumba e rubéola.

4 – As grávidas não devem se vacinar

Vacinas matam? Veja 10 mitos sobre vacinas que existem na internet

Agora temos o próximo dos mitos sobre vacinas que você precisa saber a verdade. Uma boa parte das grávidas ficam receosas quanto às vacinas devido aos efeitos colaterais que elas podem causar nelas próprias e nos bebês.

No entanto, as mulheres grávidas podem se vacinar contra algumas doenças. Mas, atenção: essa não é uma regra geral para todas as vacinas, ok? Então, entre as vacinas que as gestantes devem tomar hoje em dia, nós temos: a da gripe, da hepatite B e da dTpa (que é contra difteria, tétano e coqueluche”.

Do lado das vacinas contraindicadas para gestantes, nós temos: a da varicela e da HPV.

5 – Quem tem vida saudável não precisa de vacina

Vacinas matam? Veja 10 mitos sobre vacinas que existem na internet

Esse mito não é tão absurdo assim porque muita gente vê uma clara relação entre a vida saudável e não necessidade de se vacinar. No entanto, é sim um mito que precisa ser deixado para trás e já vamos explicar os motivos.

É claro que ter uma vida saudável para que se evite uma série de doenças. Porém, esse estilo de vida não garante uma proteção efetiva contra todas as doenças que existem. Então, ainda que saudável, toda pessoa indicada deveria tomar vacinas de tempos em tempos.

6 – A vacina influenza não é eficaz

mitos sobre vacinas

Esse aqui também merece muita atenção, hein. Para começar, a gente tem que considerar que a influenza é uma doença grave que mata 300 mil pessoas por ano ou mais, no mundo todo. Então, pessoas no grupo de risco têm ainda mais risco quanto a uma possível infecção, que pode levar a morte.

Sabendo disso, temos que considerar que a grande maioria das vacinas contra a influenza tem imunidade às três cepas mais prevalentes. Ou seja, são sim eficazes, ainda que não contra todas as “adaptações” do vírus. Então, é melhor reduzir a chance do que não ter proteção alguma, não acha? Inclusive, isso explica também um próximo mito, veja.

7 – Tomar apenas uma vacina da gripe é suficiente

mitos sobre vacinas

Ninguém aqui está dizendo que é legal ir no posto de saúde tomar vacina contra a gripe todos os anos, ok? No entanto, há motivos científicos que provam a necessidade disso. Aliás, existem dois motivos que a gente precisa comentar agora.

O primeiro é que o vírus da gripe tem muitas mutações. Logo, ele altera a estrutura e cria novos subtipos. Então, o segundo ponto: os órgãos de saúde criam novas vacinas todos os anos para combater os vírus que estão em maior circulação, para uma vacina mais efetiva.

Portanto, sim, o ideal é tomar a vacina contra a gripe todos os anos.

8 – Não faz sentido tomar vacina antes do inverno

mitos sobre vacinas

Na verdade, faz todo sentido, sim. Isso porque é no inverno que as transmissões das doenças respiratórias se tornam mais frequentes. Então, geralmente, a vacina acontece antes do inverno para que nessa estação a população esteja mais protegida. Assim, tem início em maio.

9 – Tomei a vacina e estou vacinado

mitos sobre vacinas
Foto: (reprodução/internet)

Calma que esse tópico pode causar confusão. Então, vamos com calma. Sim, se você tomar a vacina vai estar vacinado. Porém, um dos mitos sobre vacinas é achar que elas possuem efeito imediato, o que, de fato, não acontece.

Com base em estudos do Ministério da Saúde, a proteção acontece entre 2 e 3 semanas após a vacinação. Logo, ela pode durar até 12 meses, dependendo do tipo de vacina que estamos falando, como é o caso da gripe.

10 – As vacinas podem matar

Vacinas matam? Veja 10 mitos sobre vacinas que existem na internet
Foto: (reprodução/internet)

E a gente não poderia terminar de outra forma esse artigo com tópico sobre os mitos sobre vacinas sem falar sobre uma verdadeira confusão que as pessoas fazem sobre o fato de uma vacina poder ser fatal. Não é mesmo? Com certeza, você já ouviu algo parecido alguma vez.

Então, saiba que as vacinas atualmente são muito seguras. Tanto é que a maioria, quando possui reação, só possui reação pequena e temporária. Então, estamos falando de um braço dolorido ou de um estado febril ligeiro moderado.

Os eventos mais graves são raros e é muito mais possível que a pessoa adoeça por uma doença evitável do que pela vacina. Assim, as doenças podem causar a morte, especialmente, aquelas que podem ser evitadas com a vacina. Assim, os benefícios das vacinas superam e muito os riscos que elas causam.

Curiosidade – a imunização da vacina contra a Covid-19

Para concluir de vez o artigo, nós trouxemos aqui um tema super atual e importante, que tem a ver com a pandemia a qual estamos vivendo, da Covid-19. Saiba que se é para falar em mitos, o principal deles é sobre a imunização da vacinação, que já começou em todo o mundo.

Tudo começou em dezembro de 2020, quando um enfermeiro de San Diego (EUA) tomou a dose da vacina contra a Covid-19 e testou positivo para o vírus uma semana após isso.

A primeira coisa é entender que nem toda vacina é 100% eficaz. Então, ainda que seja uma grande minoria, algumas pessoas podem sim serem infectadas. Mas, há um segundo ponto a ser observado, também.

A imunidade não começa imediatamente após a aplicação. Assim, como toda vacina, ela pode levar algumas semanas para fazer efeito. Uma das empresas que fabricam essa vacina, a Moderna, diz que a imunização acontece 14 dias após a segunda dose, por exemplo.

Ah, e para terminar, saiba que a vacina da Covid-19, nenhuma delas, pode alterar o DNA das pessoas e nem mesmo contém um microchip criado por Bill Gates, ok?