Minilua

Mistérios não resolvidos que aconteceram no Halloween #4

Halloween é a única noite do ano em que ter medo se supõe ser uma boa diversão. No entanto, em meio a todas as atividades inofensivas como doces ou travessuras, às vezes as coisas realmente assustadoras e perturbadoras podem acontecer.

31 de outubro foi a data que alguns terríveis assassinatos e desaparecimentos inexplicáveis ocorreram, que são muito mais aterrorizante do que qualquer fantasma, monstro, ou bruxa.

Porque eles aconteceram no Dia das Bruxas? Os mistérios dessa série têm uma aura extra de bizarrice para eles, e permanecem sem solução até hoje.

 Jane do Condado

Na manhã de 01 de novembro de 1980, um caminhoneiro descobriu um corpo nu de uma adolescente junto a Interestadual 45. A vítima tinha sido abusada sexualmente antes de ser espancada e estrangulada até a morte. Uma vez que a jovem nunca foi identificada, ela se tornou conhecida como  “a Jane do condado”. Estima-se que ela foi assassinada várias horas antes de descobrirem o seu corpo e uma história potencialmente interessante foi se formando quando surgiram várias testemunhas relatando suas interações com a jovem na noite de Halloween.

Depois de ser deixada de um veículo por um homem não identificado em uma estação nas aproximidades de South End Gulf, Jane tinha supostamente pedido a inúmeras pessoas instruções sobre como chegar a Prisão Ellis, alegando que tinha planos de visitar um amigo lá. No entanto, quando a sua fotografia foi distribuída entre os presos da Prisão Ellis, ninguém admitiu conhecê-la. Mais tarde naquela noite, uma garçonete teve uma conversa semelhante com Jane. A menina disse que tinha 19 anos, que veio da área de Aransas Pass, e demonstrava que os pais não se preocupavam com ela. Uma vez que esta menina foi morta exatamente um ano após o assassinato da pessoa com apelido de “meias laranja” (veja nas edições anteriores da série), existem inúmeras semelhanças entre os dois crimes. Henry Lee Lucas foi considerado um possível suspeito, no entanto, nunca houve qualquer evidência para ligar Lucas ao assassinato, e a Jane do condado permanece não identificada.

 O assassinato de Brandland

Em 1982, com 69 anos, Marvin Brandland vivia com sua esposa, Ethel, em Fort Dodge, Iowa. No Dia das Bruxas daquele ano, após distribuir doces os Brandland foram para casa. Em um momento ouviram a porta bater e foram atender, sendo surpreendidos ao ver um homem usando uma máscara. O homem mascarado disse: “Doces ou travessuras. Dê-me seu dinheiro ou eu atiro “. Os Brandlands pensaram que alguém estava fazendo uma brincadeira por causa da data de Halloween e tentaram remover a máscara do homem, mas ele não permitiu. Em vez disso, o homem mascarado entrou na casa e pegou uma arma. Ele exigiu que o casal o levasse para o porão e que lhe dessem todo o dinheiro que tinha guardado em seu cofre.

Os Brandlands ficaram desconfiados pois poucas pessoas sabiam que tinha um cofre em seu porão. Por esta razão, Marvin ainda estava convencido de que um amigo ou membro da família foi simplesmente fazer uma brincadeira de Halloween com eles. Quando o homem mascarado levou os Brandlands através da cozinha em direção ao porão, Marvin tentou agarrar a arma. O intruso acabou atirando na garganta de Marvin, e antes de fugir da casa deixou sua máscara cair. Ethel ficou tão traumatizada pela morte de seu marido que morreu poucos meses depois.

Ao longo dos anos, um conhecido da família Brandland alegadamente se gabava de cometer o assassinato, por isso o teste de DNA foi realizado na máscara. No entanto, não havia material utilizável suficiente para um teste adequado, por isso ainda não há nenhuma evidência para indiciar este suspeito e o assassinato de Marvin Brandland permanece oficialmente sem solução.