A gente conta como fazer um mercadinho de bairro ser vantajoso para o consumidor

ANÚNCIO

Atualmente, devido a pandemia, muita gente tem usado a empatia (pensar no próximo) para fazer compras. Assim sendo, a gente sabe da importância de optar por comprar em mercados menores, de bairro, ao invés dos grandes varejistas.

Isso porque os pequenos empreendedores possuem menos chances de se manterem ativos e em funcionamento durante uma epidemia na saúde e uma crise na saúde como estamos vivendo hoje em dia – no mundo todo.

ANÚNCIO

Por outro lado, se você é esse empreendedor de um mercado pequeno também deve considerar alguns fatores para fazer com que o seu consumidor veja motivos realmente valiosos para comprar com você e não em mercados maiores.

As vantagens dos mercadinhos

Se você ficou curioso, então, continue lendo porque vamos trazer vários pontos que podem ser vistos como diferenciais para você ter no seu estabelecimento. A ideia geral vai ser a de você criar um bom mix de produtos. Saiba tudo.

O mix de produtos

É claro que você pode estar pensando que por ser um estabelecimento de menor porte você não terá condições de ter todos os produtos de todas as marcas que existem, como alguns gigantes do mercado fazem. Claro que não.

ANÚNCIO

Mas, a ideia de ter uma grande variação de produtos pode ajudar o cliente. Afinal, ao andar pelas fileiras do mercado, ele pode pegar o papel higiênico que está acabando, ao mesmo tempo em que procura pelos itens de beleza ou de alimentos.

Assim sendo, mais do que pensar em ter todas as marcas de um único produto, o ideal é ter todos os produtos, ainda que de poucas marcas. É o que os especialistas gostam de chamar de “amplo sortimento”.

Aliás, já que estamos nesse tópico, pense aí em itens de várias categorias, como alimentos, embalagens, bebidas, limpeza, bazar, higiene, mercearia, hortifrúti, enlatados, congelados, etc.

As marcas preferidas

O próximo ponto é você fazer um estudo de mercado, que não precisa ser algo caro demais, para você saber o que seu público quer. Calma, vamos explicar isso de uma forma mais simples. Se você é um mercado de bairro, considere de qual bairro é.

Vamos supor que seja de um bairro de classe média. Então, você pode começar a estudar as marcas preferidas desse público. Porque, com certeza, vai ser diferente do público mais rico e do público mais pobre, também.

A ideia é que você sempre consiga aliar preço e qualidade, mas sem deixar de se colocar do lado do seu consumidor.

Hipoteticamente, vamos considerar que a maionese Heinz é a preferida de muita gente, mas é a mais cara também. Se o seu público não for o da classe A, talvez seja uma boa ideia pensar em um produto um pouco mais em conta. Compreende?

As vendas por atacado

É claro que você está longe de conseguir vender em atacado como os grandes “atacadões” fazem no Brasil. Porém, por ser um mercado de bairro, de menor porte, você deve sim pensar em formas de beneficiar o comprador quando ele adquirir mais produtos iguais.

A compra por atacado pode sugerir algum desconto, mesmo que curto, de alguns centavos. Ou então você pode pensar em ajudar ele permitindo pedidos fechados, como por listas de compras. Ou ainda, a chance de ter desconto para pagamento a vista. E assim por diante.

E, por último, ainda em pensando nessa venda com ticket médio maior (para não falar compra por atacado), saiba que você pode considerar a montagem de alguns kits. Por exemplos, cestas básicas, kits churrascos, kit almoço em família de domingo, algo assim.

Essa, inclusive, é uma ideia que vem dos grandes mercados, que vendem essas “cestas de compras”. Nelas, geralmente, a gente pode ver que existem os produtos de todas as seções, desde limpeza até mesmo laticínios.

Os produtos que agregam valor

Sabe aquela ideia do frango assado no domingo? Ou do nhoque? Ou do churrasco no sábado? Ou ainda da venda de bebidas geladas? Então, tudo isso tem o seu valor quando a gente considera um mercado de bairro.

Saiba o que é o mercado de food service e como esse pode ser um negócio lucrativo

É só você parar e pensar na sua situação. A gente sempre ouve falar que as pessoas (ou a maioria delas) não gostam de cozinhar aos finais de semana. E tem gente que tem até preguiça de ir longe de casa buscar a comida.

Então, se você pode oferecer pratos, frangos ou comidas acessíveis e rápidas nos finais de semana, saiba que terá um bom diferencial para ganhar um dinheiro extra também. Sem dúvidas, é uma ideia que tem dado certo para muita gente.

As parcerias lucrativas

Por fim, mas não menos importante, além de considerar o gosto do seu público para escolher as marcas que mais fazem sentido para você, pense também nas parcerias que você poderá ter no seu estabelecimento.

mercadinho de bairro

Como assim? É claro que você não deveria abrir mão da Coca-Cola, que é o refrigerante que mais vende. No entanto, dá para pensar em ter também aqueles sucos naturais que são produzidos na sua própria cidade, sabe?

Outra ideia é considerar que nessa época do ano tem surgido muita gente fazendo bolos e doces para fora. Então, que tal pensar em uma troca, uma consignação, com uma cozinheira que você confia, para vender os bolos de pote ou brigadeiros no seu mercado?

E essa ideia pode ir além dos doces. Dá para pensar naquela produção de linguiça artesanal, por exemplo. Ou nos queijos do seu amigo produtor de leite. E assim por diante.

ANÚNCIO