Início Celebridades

Meghan Markle nunca pensou em dar à luz no Lindo Wing em rompimento com a tradição real

Meghan Markle ‘nunca considerou’ dar à luz no Lindo Wing em um rompimento com a tradição real.

A duquesa de Sussex deu à luz ao bebê Archie no hospital de Portland, em Londres, em 6 de Maio do ano passado.

Seguindo a tradição real, Kate Middleton deu à luz os três filhos no Hospital Ala Lindo de Santa Maria, em Paddington, seguindo os passos da princesa Diana, que também teve seus filhos lá.

Na nova biografia Find Freedom, os autores Omid Scoobie e Carolyn Durrand dizem que nunca foi o plano de Meghan dar à luz seguindo os passos reais.

Os sussex deixaram o cargo de membro seniores da família real

Eles escrevem: “Meghan nunca pensou em dar à luz no Hospital St Mary, em Londres, onde Kate deu à luz os três filhos”.

É relatado no livro que Meghan sempre planejou ter um nascimento “mais discreto“.

Enquanto multidões se reuniam por dias fora da Ala Lindo, à espera de um vislumbre dos bebês reais de Kate e William, Meghan e Harry não compartilharam nenhum detalhe sobre Archie imediatamente após o nascimento.

Não havia multidões e Meghan e Harry fizeram sua estreia com o filho dias depois, na frente de apenas um punhado de fotógrafos e um repórter da Press Association.

Meghan disse que a paternidade é “bastante mágica”, acrescentando “é incrível”.

Ela continuou dizendo que tinha “dois melhores homens do mundo, então estou muito feliz.”

Meses após o nascimento do bebê Archie, os Sussex anunciaram que estavam deixando o cargo de membros seniores da família real.

Eles deixaram a vida real para uma vida familiar mais privada na América, onde agora vivem em uma mansão de vários milhões de Bervely Hills.

Omid Scobie juntou-se à jornalista Carolyn Durand para escrever Finding Freedom, que conta a história da decisão do casal de deixar a família real.

Falando antes do lançamento no próximo mês, Scobie disse à revista People: “Muitos danos foram causados.”

Meghan e Kate nunca tiveram um bom relacionamento

O livro fala sobre as consequências entre irmãos e esposas, alegando que Meghan e Kate tiveram um relacionamento tenso desde o primeiro dia.

Eles escrevem: “Embora não fosse necessariamente responsabilidade dela, Kate fez pouco para diminuir a divisão.”

No entanto, Scobie e Durand afirmam que, apesar de suas diferenças, as duas mulheres não se deram bem, simplesmente não tinham nada em comum e houve alguns “momentos embaraçosos“.

O livro também foca a raiva de Harry com William antes do casamento real, e afirma que ele sentiu que seu irmão estava sendo “esnobe” com Meghan.

Segundo as fontes, Wills disse: “Não sinta que precisa se apressar” e “leve o tempo que for necessário para conhecer essa garota”, relata a revista People.

Traduzido e adaptado por equipe MiniLua

Fonte: Mirror