As mascotes mais estranhas das Olimpíadas

Wenlock e Mandeville Londres 2012 Em tempo de Olimpíadas, todos ficam ligados na TV seja para ver somente a abertura, ou torcer pelo seu país ficar em uma boa colocação no quadro de medalhas. As emissoras fazem uma série de reportagens mostrando desde o país sede até as Olimpíadas anteriores.

Já que os Jogos Olímpicos de Londres começa oficialmente hoje, 27, resolvemos fazer um post especial e mostrar as mascotes mais estranhas de todos os jogos olímpicos realizados até hoje.
As mascotes nada mais é que um personagem criado para representar a cultura do país sede, e também utilizado para divulgar o evento.

A primeira mascote a aparecer em uma Olimpíadas foi a Schuss, que foi a mascote Olímpica não oficial dos Jogos Olímpicos de Inverno de 1968, em Grenoble, na França. De lá pra cá, foram várias mascotes presentes nos Jogos Olímpicos. Veja abaixo as mais estranhas:

Jogos Olímpicos de Inverno de 1968 - Grenoble
Jogos Olímpicos de Inverno de 1968 - Grenoble

Jogos Olímpicos de Inverno de 1976 - Innsbruck
Jogos Olímpicos de Inverno de 1976 - Innsbruck

Jogos Olímpicos de Verão de 1976 - Montreal
Jogos Olímpicos de Verão de 1976 - Montreal

Jogos Olímpicos de Inverno de 1992 – Albertville
Jogos Olímpicos de Inverno de 1992 - Albertville

Jogos Olímpicos de Inverno de 1994 – Lillehammer
Jogos Olímpicos de Inverno de 1994 - Lillehammer

Jogos Olímpicos de Verão de 1996 – Atlanta
Jogos Olímpicos de Verão de 1996 - Atlanta

Jogos Olímpicos de Inverno de 1998 – Nagano
Jogos Olímpicos de Inverno de 1998 - Nagano

Jogos Olímpicos de Verão de 2004 – Atenas
Jogos Olímpicos de Verão de 2004 - Atenas

Jogos Olímpicos de Inverno de 2006 – Turim
Jogos Olímpicos de Inverno de 2006 - Turim

Jogos Olímpicos de Verão de 2012 – Londres
Jogos Olímpicos de Verão de 2012 - Londres

Receba mais em seu e-mail
Topo