O que a Marvel faz não é cinema, são parques temáticos, disse Martin Scorsese

ANÚNCIO

ANÚNCIO

Considerado um dos diretores de cinema mais influentes de sua geração, com muitos prêmios e filmes em sua carreira, Martin Scorsese é uma daquelas vozes que todo mundo ouve, embora às vezes incomode muitos.

Os fãs do Universo Cinematográfico da Marvel certamente não serão muito felizes, pois ele comentou recentemente que tentou assistir a esses filmes, mas a realidade é que eles não o provocaram nada. E tem mais … Ao promover seu filme recente, O Irlandês, ele comentou em uma entrevista:

O que a Marvel faz não é cinema, são parques temáticos, disse Martin Scorsese

“Honestamente, embora eles sejam muito bem-sucedidos (filmes da Marvel) e embora os atores estejam fazendo o melhor que podem nessas circunstâncias, acho que são semelhantes aos parques temáticos. Não é o cinema em que os seres humanos tentam transmitir experiências emocionais e psicológicas a outro ser humano.”

Com 50 anos como diretor, é um ponto de vista que muitos ouvirão atentamente, mas certamente os fãs desses filmes não concordarão com essa opinião, pois devemos lembrar que nos últimos anos eles dominaram as bilheterias e a indústria nos Estados Unidos.

Por enquanto, James Gunn, que dirigiu os filmes Guardiões da Galáxia, já saiu para defender os super-heróis da Marvel, comentando que esse tipo de comentário parece triste, principalmente porque o próprio Martin sofreu algo semelhante, quando alguns críticos se manifestaram contra seu filme, A Última Tentação de Cristo, sem sequer vê-lo:

O que a Marvel faz não é cinema, são parques temáticos, disse Martin Scorsese

“Não estou dizendo que o fanatismo religioso seja o mesmo que de uma pessoa que não goste dos meus filmes, nem na mesma categoria. O que quero dizer é que não gosto que as pessoas julguem as coisas sem vê-las, seja um filme ou um gênero de Cristo.”

Clique em “Próximo” para ler o restante do conteúdo da postagem.