Início Filmes

Marvel confirma que o personagem de Chris Pratt dos Guardiões da Galáxia é bissexual

Chefes da potência dos quadrinhos do cinema Marvel confirmaram que o personagem de Chris Pratt em Guardiões da Galáxia é bissexual.

O ator interpretou Star-Lord/Peter Quill em dois filmes baseados nos quadrinhos, bem como em duas parcelas da franquia Os Vingadores.

O futuro do personagem ficou incerto no final do segundo filme Guardiões da Galáxia, mas foi revivido em uma nova série de quadrinhos de Al Ewing.

Personagem vive triângulo poliamoroso nos quadrinhos

Na última tira, ‘I Shall Make You a Star-Lord’, a história investiga a sexualidade do adorável vaqueiro espacial e ele termina em um relacionamento poliamoroso com um homem e uma mulher.

A história em quadrinhos mostra o personagem declarando sua devoção ao casal enquanto eles tomam banho.

Star-Lord diz a eles: “Vocês são minha casa… obrigado por me aceitar, rapazes”, enquanto os três se abraçam na água.

A história de edição única do escritor Al Ewing, do artista Juann Cabal, do colorista Federico Blee e do escritor Cory Petit mostra sua jornada nômade pelas Doze Casas de Morinus com dois companheiros chamados Aradia e Mors.

Foto: (reprodução/internet)

Veja também: Chris Pratt fala sobre o retorno de James Gunn para os Guardiões da Galáxia 3

Não se sabe se a mesma história será contada nos cinemas

O cowboy espacial tem inicialmente a oportunidade de experimentar a “união” com o casal, mas se opõe à ideia com a esperança de voltar para casa para seu amor, Gamora.

No entanto, 12 anos depois, parece que o Senhor das Estrelas era oficialmente parte do triângulo amoroso, visto que ele é mostrado desfrutando de um banho cerimonial íntimo com Aradia e Mors.

Foto: (reprodução/internet)

De acordo com a ScreenRant, o relacionamento dura mais de 100 anos.

Ainda não se sabe se a sexualidade do personagem será incorporada na representação de Pratt em qualquer um dos próximos projetos no Universo Cinematográfico Marvel.

Chris Pratt recentemente defendeu sua igreja de críticas

No ano passado, Pratt foi forçado a defender sua igreja quando Elliot Page afirmou que ela tinha ‘uma agenda anti-LGBTQ’.

Em fevereiro de 2019, ele usou seus storys no Instagram para defender seu local de culto ao escrever que ‘nada poderia estar mais longe da verdade‘ e que sua igreja ‘abre as portas para absolutamente todos’ em cima de uma imagem de uma ovelha em pé no topo de uma rocha.

“Recentemente, foi sugerido que eu pertenço a uma igreja que’ odeia um certo grupo de pessoas ‘e é ‘infame anti-LGBTQ’. Nada poderia estar mais longe da verdade”, escreveu ele. “Eu vou a uma igreja que abre suas portas para absolutamente todos.”

Amor, aceitação e perdão

Ele acrescentou que sua igreja ‘me ajudou tremendamente’ durante seu divórcio com Anna Faris ‘apesar de a Bíblia dizer’ sobre o fim dos casamentos.

“E o que os vi fazer por outras pessoas em inúmeras ocasiões, independentemente da orientação sexual, raça ou gênero”, acrescentou.

Foto: (reprodução/internet)

A estrela de Parks And Recreation admitiu que sua fé é ‘importante para mim’, mas lembrou a seus fãs que ‘nenhuma igreja me define ou minha vida, e eu não sou o porta-voz de qualquer igreja ou grupo de pessoas.’

‘Isso é o que me orienta na vida. Ele é um Deus de amor, aceitação e perdão. O ódio não tem lugar no meu ou neste mundo ‘, escreveu ele.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua

Fontes: Mirror e Mail Online