Mãe racista nega que seu filho seja atendido no hospital até que chegue um médico branco

Uma mulher canadense causou grande rebuliço em centro médico, exigindo “médico branco” para seu filho. Irritada, gritou suas demandas desesperadamente à recepcionista.

Um paciente que estava na clínica em Mississauga, Canadá, capturou o encontro em um vídeo, que foi para o YouTube. Nas imagens podemos ver a Sra repreender a equipe para colocar um “médico branco” e que “fale Inglês” para cuidar do garoto e, de preferência, canadense.

mujer racista canadiense

Todos na clínica foram surpreendidos e encararam a mãe com raiva, chamando-a de racista. No vídeo podemos ouvir a mãe da criança dizer:

“ESTÁ ME DIZENDO QUE NÃO TEM NENHUM MÉDICO BRANCO EM TODA A CLÍNICA QUE POSSA ATENDER AO MEU FILHO? NÃO TENHA QUEM NÃO SEJA “CAFÉ” E QUE FALE INGLÊS?”mujer

Depois que um membro da equipe lhe disse que necessitava ver um pediatra, mas que nenhum dos doutores cumpria com suas demandas, a coisa esquentou rapidamente. As pessoas a diziam que foi a um hospital e estava desrespeitando aos médicos tão competentes quanto os brancos. Os chamava de “Paki”, uma forma pejorativa de chamar os paquistaneses.

Ela continuou a chamar por um médico que, pelo menos, fosse do Canadá ou falasse Inglês, ao dizer:

“SENDO BRANCO NESTE PAÍS, VOCÊ DEVE ATIRAR EM MIM.”

Outros pacientes pareciam revoltados com o comportamento da doida canadense. Perguntavam se a clínica possuía equipe de segurança. Nas imagens, aliás, é possível ver um pai ficar distanciado de seu filho pela dolorosa cena. Outros tantos apontavam que, até o momento, todos os trabalhadores haviam se comunicado com ela em perfeito inglês.

mujer

Incrivelmente, a mulher seguiu gritando e desrespeitando as pessoas e seus parentes presentes, até que uma paciente, evidentemente doente, lhe pediu que deixasse o local. Dizia:

“SEU FILHO CLARAMENTE TEM MAIS PROBLEMAS CONTIGO DE MÃE DO QUE PRECISANDO DE UM MÉDICO. ESTÁ SENDO EXTREMAMENTE GROSSEIRA E RACISTA”

Com isso, a mulher ainda teve a coragem de responder: “Você me ataca porque eu sou branca” Que uma mulher tão teimosa!

Assista:

A clínica tem se recusado a falar com a imprensa sobre o incidente e deu esta declaração no lugar:

Basicamente, a clínica diz que está orgulhosa da qualidade médica fornecida e nenhum dos seus trabalhadores tem comentários sobre este incidente. Enquanto isso, Hitesh Bhardwaj, a pessoa que gravou e publicou o vídeo, disse à imprensa canadense que a situação realmente perturbava:

“VER O RACISMO SER LEVADO A CABO DE MANEIRA TÃO EXTENSA, SEM MEDO, EM FRENTE A TANTAS PESSOAS, SEM CUIDADO ALGUM DE QUE ALGUÉM PUDESSE DETÊ-LA. FOI DEMASIADAMENTE IMPRESSIONANTE”

Bhardwaj é um imigrante indiano que, por fim, diz admirar a mulher que o enfrentou cara a cara. O homem decidiu editar o vídeo para proteger a identidade da criança, mas faz-se um chamado à sociedade para conseguir conviver em harmonia e tolerância, e a não cair em violências e provocações como estas.

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo
<-- /home/minilua/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/mae-racista-filho-hospital-medico-branco/index.html //-->