Mãe e filha foram convidadas a deixar supermercado por não estarem vestidas adequadamente

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Solicitou-se a Chantell Humphreys e sua filha Isabelle que deixassem a loja Asda em Broadstairs, Kent, por usar roupas que “não eram apropriadas” para um supermercado familiar.

Uma mãe e sua filha, que foram convidadas a deixar uma loja da Asda por causa de suas roupas “inadequadas”, foram ao supermercado.

Mãe e filha foram convidadas a deixar supermercado por não estarem vestidas adequadamente

Chantell Humphreys, 46, e sua filha Isabelle, 18, trabalhadora, estavam usando tops quando visitaram o supermercado Westwood Cross em Broadstairs, Kent.

Mas ao entrar na loja, os dois foram “totalmente insultados” depois de terem sido solicitados a deixar o supermercado por causa do que estavam vestindo, Chantell disse ao The Sun.

Explicando a escolha das roupas, ela explicou: “Era um dia quente. Não íamos usar lenços e casacos”.

Chantell acrescentou: “Ela disse que o que estávamos vestindo não era permitido. Ela disse que era por causa de nossas blusas. Eu disse que isso é ridículo”.

Um gerente masculino veio então ajudar sua colega, que concordou que a roupa “não era apropriada” e que eles deveriam sair.

Chantell disse que o gerente comparou suas roupas àquelas semelhantes a um homem que entra na loja sem uma blusa, o que a deixa completamente atordoada.

Ela acrescentou: “Todo mundo estava olhando para nós. Foi muito machista e ofensivo”.

Embora o gerente tenha dito ao casal que eles poderiam continuar comprando, eles saíram e juraram que nunca mais voltariam a comprar naquela loja, apesar de visitá-la por anos.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Mirror