Mãe cria rígidas regras alimentares para a quarentena e se torna viral

ANÚNCIO

Uma mãe compartilhou suas regras hilárias na tentativa de impedir que sua família comesse toda a comida da casa, durante a quarentena.

Todo mundo está fazendo tudo ao seu alcance para manter seus refrigeradores e armários estocados em meio a medos de auto-isolamento.

ANÚNCIO

Mãe cria rígidas regras alimentares para a quarentena e se torna viral

Com isso surge a ideia inteligente de uma mãe que criou um conjunto de “regras para alimentação” estritas para garantir que sua família não coma toda a comida da casa.

Ela intitulou as regras: “Novas regras de despensa para Coronavirusgedden” e compartilhou anonimamente uma foto online.

ANÚNCIO

A lista de regras estava presa no interior do armário e mostrava exatamente o que a comida podia ou não ser comida durante esses tempos sem precedentes.

A primeira regra dizia: “Ninguém entra na despensa para comer ou comer lanches sem pedir primeiro. Não são permitidas visitas ​​à despensa”.

Ela continuou dizendo que ninguém deveria abrir uma nova caixa de cereal “até que as caixas velhas e fechadas sejam comidas e terminadas”.

A terceira regra dizia então que, sob nenhuma circunstância, alguém poderia buscar comida no armário, a menos que um “pedaço de fruta, vegetal ou iogurte” fosse comido primeiro.

Mãe cria rígidas regras alimentares para a quarentena e se torna viral

Mas a quarta regra é definitivamente provou ser um favorito entre os usuários do Facebook.

Com um dizendo: “O ponto 4 precisa ter tamanho 100 para mim”.

E outro comentário: “Por favor, leia o ponto 4. Mais de uma vez. Kkkk, obrigado.”

A regra quatro dizia: “Se alguém tocar ou comer meus ovos de CADBURY, você desejará que tivesse coronavírus e morresse” – bem, então …

O post recebeu 2.500 reações, 1.600 compartilhamentos e 950 comentários, com muitos elogiando a ideia engraçada da mãe.

Uma pessoa disse: “Eu preciso disso para a minha geladeira também. Meus filhos de dois e seis anos enlouquecem em tudo. Eu até tive que ‘conversar’ com meu filho de seis anos sobre a quantidade ridícula de papel higiênico que ela usa. ”

Outro disse: “Pode imprimir isso”.

Uma terceira brincou: “Gostaria que meus filhos lessem isso antes que eu tivesse seis caixas de cereal abertas”.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Mirror

ANÚNCIO