Macacos famintos invadem casas na Tailândia enquanto o coronavírus ameaça o suprimento de alimentos

ANÚNCIO

Macacos famintos estão invadindo casas na Tailândia depois que o surto do coronavírus atingiu seu estoque de alimentos.

Centenas de primatas famintos começaram a saquear as propriedades ao redor do mosteiro Tum-koa-ii, no sul da Tailândia, em busca de algo para comer depois de uma grande queda no número de turistas.

ANÚNCIO

Moradores apavorados disseram que os macacos roubaram comida continuamente durante o último mês, deixando-os vivendo com medo, relata o Daily Star.

Primatas estão roubando comida

Imagens chocantes mostram macacos vasculhando o lixo em busca de comida em um mosteiro.

Mas a luta entre os animais desesperados logo começa quando um dos monges lhes dá alguns restos para discutir.

ANÚNCIO

Um monge budista que mora no mosteiro, Kampol Kasraj disse: “Estamos gastando mais de 10.000 baht por mês para comprar comida para esses pobres macacos. Eles têm causado muitos problemas para a comunidade.”

Antes da pandemia de Covid-19, os turistas visitavam o mosteiro e alimentavam os macacos com frutas e lanches.

Macacos famintos invadem casas na Tailândia enquanto o coronavírus ameaça o suprimento de alimentos
Foto: (reprodução/internet)

Mas desde que as fronteiras se fecharam para novas chegadas em 22 de Março, as criaturas foram forçadas a lutar por sua sobrevivência.

O comportamento indisciplinado de macacos também foi relatado em outros países ao redor do mundo.

Uma gangue de macacos roubou um lote de amostras de sangue para exames de coronavírus após atacar um assistente de laboratório próximo ao Meerut Medical College, em Delhi, Índia.

Um dos macacos foi mais tarde visto em uma árvore mastigando um dos kits de coleta de amostras.

O superintendente da faculdade de medicina de Meerut, Dheeraj Raj, disse: “Eles ainda estavam intactos e não achamos que haja qualquer risco de contaminação ou disseminação.”

Veja também: Investigação revela macacos acorrentados e obrigados ​​a coletar cocos

Eles têm sido usados na criação da vacina do Covid-19

Macacos também têm sido usados ​​para ajudar a desenvolver uma vacina contra o coronavírus, mas uma escassez crítica nos Estados Unidos pode atrasar o teste de uma vacina de Covid-19.

Os macacos Rhesus são mais comumente usados ​​em pesquisas biomédicas, mas agora são muito difíceis de encontrar.

Macacos famintos invadem casas na Tailândia enquanto o coronavírus ameaça o suprimento de alimentos
Foto: (reprodução/internet)

A China forneceu 60% dos quase 35.000 macacos importados para os EUA em 2019, mas o país interrompeu suas exportações quando o coronavírus atingiu.

Os testes em primatas são normalmente a etapa final e crucial antes de passar para os testes em humanos. Agora, algumas empresas farmacêuticas estão considerando passar diretamente para os testes em humanos.

Koen Van Rompay, do Centro Nacional de Pesquisa de Primatas da Califórnia, disse: “Nacionalmente, há basicamente uma grande escassez.”

Traduzido e adaptado por equipe Minilua

Fonte: Mirror

ANÚNCIO