Lutador de sumô apelidado de “filho mais forte do mundo” quando era mais jovem morre aos 21 anos

Um lutador de sumô russo que foi apelidado de “o garoto mais forte do mundo“, pesando 23 quilos quando tinha nove anos, morreu aos 21.  

Dzhambulat Khatokhov, apelidado de Gladiador por seus colegas, alcançou a fama aos três anos de idade, quando foi considerado a criança mais forte e pesada do planeta.

Ele se tornou conhecido em todo o mundo ainda jovem e apareceu em vários documentários de TV em meio a uma profunda preocupação com seu peso e saúde.

Garoto era chamado de gladiador pelo seus colegas de classe

Dzhambulat Khatokhov se tornou um lutador na Rússia, após chegar à fama aos três anos de idade, quando foi aclamado como a criança mais forte e pesada do planeta.

A causa da morte não foi divulgada, mas relatos dizem que ele sofria de problemas renais agudos.

Seu falecimento foi anunciado por Betal Gubzhev, 29, presidente da Federação de Sumo e Mass Wrestling de Kabardino-Balkaria, região russa onde ele morava.

Lutador de sumô apelidado de "filho mais forte do mundo" quando era mais jovem morre aos 21 anos
Foto: (reprodução/internet)

Aos seis anos, ele pesava 15 quilos e calçava sapatos masculinos, tamanho dez.

Aos nove anos, o menino – conhecido como Dzhambik ou Jambik, mas apelidado de Gladiador por seus colegas de escola – pesava 23 kg, mais do que o total combinado de quatro colegas de classe.

Sua mãe, Nelya, uma enfermeira, então com 42 anos, rebateu na época na mídia internacional, alegando que ela estava negligenciando a saúde de seu filho.

Expectativa de vida reduzida

Chamado de ‘garoto mais gordo’ do mundo pela mídia, ele foi examinado por um médico britânico Ian Campbell, que advertiu em 2009: “A saúde de Jambik está péssima. Seu peso significa que ele tem um risco muito maior de diabetes, câncer e doenças cardíacas.”

“Como resultado de ser tão pesado tão jovem, sua expectativa de vida provavelmente será bastante reduzida.”

Lutador de sumô apelidado de "filho mais forte do mundo" quando era mais jovem morre aos 21 anos
Foto: (reprodução/internet)

Seu primeiro treinador de wrestling em Nalshik admitiu que era difícil treiná-lo.

Khasan Teusvazhukov, 48, disse: “Ele geralmente fazia corrida e ginástica, mas eu não lhe dava exercícios completos.”

“Ele não será capaz de fazer a maioria disso de qualquer maneira por causa de seu tamanho.”

Leia também: Comer chocolate mais de uma vez por semana pode ajudar a reduzir doenças cardíacas, diz novo estudo

Mãe afirmou que garoto não comia muito

Quando ele era jovem, sua mãe dizia: “Ele gosta de mostrar às pessoas o quão forte ele é.”

“Isso o torna uma espécie de super-herói, um gigante que pode proteger e cuidar de todos ao seu redor. Ele gosta de levantar a mim ou a seu irmão por aí.”

Aos seis anos ela disse: “Ele come porções normais, igual ao irmão.”

“Ele pode pedir mais se estiver realmente com fome, mas eu nunca percebi que ele come anormalmente.”

Lutador de sumô apelidado de "filho mais forte do mundo" quando era mais jovem morre aos 21 anos
Foto: (reprodução/internet)

“Não posso dizer como isso acontece. Ele apenas cresceu cada vez mais – para cima e para o lado. Deus o criou assim.”

Gubzhev disse: “O primeiro lutador de sumô da República Kabardino-Balkarian Dzhambulat Khatokhov faleceu.

“Minhas condolências aos parentes e amigos dele.”

Traduzido e adaptado por equipe Minilua 

Fontes: Mirror e Mail Online