Conheça a biografia e os livros de Margaret Atwood

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Nos últimos anos, algumas séries têm se mostrado como indicadas pelas próprias plataformas de streaming por serem, no mínimo, “inquietantes”. Duas delas foram baseadas em livros de Margaret Atwood, sendo: Alias Grace e The Handmaid’s Tale.

Por exemplo, o The Handmaid’s Tale é uma série que foi criada a partir do livro O CONTO DA AIA, da editora Rocco e está disponível na Hulu. O mais engraçado e inquietante, nesse caso, é que o livro é de 1985 e agora ganhou notoriedade.

Já o Alias Grace foi criado a partir do VULGO GRACE, que é da editora Rocco também. Esse está disponível na Netflix e é inspirado em uma história real, de uma mulher que foi acusada de ser cúmplice da morte do seu patrão e da amante dele, no Canadá, no século 19.

Mas, quem é Margaret Atwood? Vamos conhecer um pouco mais sobre essa autora.

A biografia de Margaret Atwood

Ela é uma contista, romancista, poeta e escritora de livros, para adultos e crianças. Também criou alguns ensaios. Sendo assim, o seu principal tema abordado é a ficção social – um termo que ela mesmo criou. Além dos dramas.

Com isso, quase sempre temos personagens que enfrentam a opressão e, a partir disso, vencem obstáculos – mas, nunca sem deixar para trás muito esforço, suor, preconceito. O que há em comum nos livros de Margaret Atwood é que a mulher sempre está no centro do enredo.

Resumidamente, Atwood é tida hoje como uma autora feminista, que defende as mulheres e que afirma que elas não devem ser julgadas mesmo quando querem ser “donas-de-casa”. Com 80 anos, ela é muito ativa nas redes sociais, como no Twitter, onde tem quase 2 milhões de seguidores.

Sobre os prêmios, ela já venceu um Booker Prize, que é uma honraria do livro no Reino Unido. E isso se deveu ao “ASSASSINO CEGO”. Outra curiosidade é que as obras já foram traduzidas para mais de 30 idiomas e o nome dela é sempre lembrando no Prêmio Nobel de Literatura.

Os livros de Margaret Atwood

A autora tem diversos livros publicados. Além dos romances, que são os mais famosos, a lista se estende para as poesias, os contos e até mesmo os livros infantis. Sem contar que há obras de não-ficção também. De qualquer modo, trouxemos aqui a lista dos romances, em ordem da publicação original e não da tradução para o português.

A MULHER COMESTÍVEL foi publicada em 1987 pela editora Globo no Brasil. Já o LAGO SAGRADO foi adaptado por Caio Fernando Abreu, em 1989. Depois, tivemos MADAME ORÁCULO, traduzido pela Rocco, em 2008. A VIDA ANTES DO HOMEM, também é da Rocco, só que foi traduzida antes, em 1995.

Outro da Rocco, que assumiu as obras da autora, é LESÃO CORPORAL, de 2008. A HISTÓRIA DA AIA (OU O CONTO DA AIA) é uma das mais recentes traduções, que ganhou o Prêmio Arthur C. Clarke e do Governor General’s Awards. A 1ª edição para o português é de 1987.

OLHO DE GATO, também da Rocco, de 2007. A IMPOSTORA, outra da Rocco, só que de 2000. E, então, VULGO GRACE, que se tornou série também, que é da Rocco, de 2008 e venceu o prêmio Giller Prize.

Para finalizar os livros, todos da Rocco e variando apenas com base na tradução para o português, temos: O ASSASSINO CEGO, ORYX E CRAKE, A ODISSEIA DE PENÉLOPE, O ANO DO DILÚVIO, MADDADÃO, SEMENTE DE BRUXA E OS TESTAMENTOS. Esse último é uma espécie de continuação do O CONTO DA AIA.

Uma curiosidade final sobre os livros de Margaret Atwood é que há alguns que ainda não tem versões para o português. Por exemplo, GOD’S GARDENERS e THE HEART GOES LAST.

O conto da Aia

Para quem ainda não conhece as obras da autora, um com começo sem dúvidas é pelo O CONTO DA AIA, que pode ser encontrado, facilmente, na internet, por menos do que R$ 23. Então, vamos conhecer um pouco mais da obra.

Ele foi escrito em 1985 e é considerado um romance distópico, ou seja, obras que são conhecidas por George Orwell, por exemplo. Assim, esteve entre os mais vendidos em vários países, principalmente, após originar a série Handmaid’s Tale, da Hulu.

Sobre a história, ela se passa em um estado teocrático e totalitário onde as mulheres são vítimas da opressão, tornando-se propriedades do governo. O livro ganhou destaque ao ser comparado ao governo de Trump, nos Estados Unidos.

livros de Margaret Atwood

Curiosamente, como já mencionamos, o livro tem uma continuidade, que se dá pelo OS TESTAMENTOS, lançado no ano passado, 2019. Enquanto que O CONTO DA AIA venceu alguns prêmios, esse não ficou para trás e levou o Booker Prize, do mesmo ano.

A continuação do livro

A história é contada a partir de 15 anos após o fim do primeiro livro. Então, as vidas de 3 mulheres se divergem, com resultados explosivos. E é isso que a autora aborda, considerando um pós-evento após a porta da van se fechar. Agora, a ideia é falar sobre qual foi o futuro.

As gravações da série

Por fim, sobre a série, considere que todas as gravações, que se iniciaram em 2016, foram feitas no Canadá. Assim, as cidades escolhidas foram: Toronto, Mississauga, Hamilton e Cambridge. O primeiro trailer completo saiu em 2017 e a série estreou no mesmo ano.