PROPAGANDA
PROPAGANDA

Conheça os 9 legumes mais saudáveis para comer no inverno!

PROPAGANDA

PROPAGANDA

Comer pode ser uma brisa na primavera e no verão, mas pode ser um desafio quando o clima frio se instala. No entanto, alguns vegetais podem sobreviver ao frio, estes são conhecidos como vegetais de inverno, devido à sua capacidade de resistir a climas frios e severos. Estas variedades resistentes ao frio podem uportar temperaturas frias devido à maior quantidade de açúcar que elas contêm.

O açúcar encontrado na água dos vegetais de inverno faz com que eles congelem em um ponto mais baixo, o que lhes permite sobreviver em climas frios. Além disso, esse processo faz com que os vegetais resistentes ao frio tenham um sabor mais doce nos meses mais frios, tornando o inverno o momento ideal para a colheita. Vamos apresentar 10 das verduras mais saudáveis ​​do inverno e por que você deve incluí-las em sua dieta.

1. Couve

Conheça os 9 legumes mais saudáveis para comer no inverno!

Este verde frondoso não é apenas um dos vegetais mais saudáveis, mas também resite a climas mais frios. É um membro da família de vegetais crucíferos, que inclui plantas tolerantes ao frio, como couve de Bruxelas, repolho e nabos. Embora a couve possa ser colhida durante todo o ano, ela prefere um clima mais frio e pode até mesmo suportar condições de neve.

A couve é um verde excepcionalmente nutritivo e versátil. Possui vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes e compostos vegetais poderosos. De fato, apenas 67 gramas de couve contém a dose diária recomendada para as vitaminas A, C e K. Também é rica em vitaminas B, cálcio, cobre, manganês, potássio e magnésio. Além disso, ela é rica em antioxidantes flavonoides, como quercetina e kaempferol, que têm poderosos efeitos anti-inflamatórios.

2. Couve de Bruxelas

Conheça os 9 legumes mais saudáveis para comer no inverno!

A couve de Bruxelas é um membro da família de vegetais crucíferos ricos em nutrientes. Elas desenvolvem-se durante os meses de clima frio e podem resistir a temperaturas congelantes, tornando-os uma obrigação para os pratos sazonais de inverno. Apesar de pequenas, as couves de Bruxelas contêm uma quantidade impressionante de nutrientes. Eles são uma excelente fonte de vitamina K. Uma xícara (156 gramas) de couves de Bruxelas cozidas contém 137% de sua ingestão diária recomendada.

A vitamina K é fundamental para a saúde óssea e cardíaca e é importante para a função cerebral. A couve de Bruxelas também é uma grande fonte de vitaminas A, B e C e os minerais manganês e potássio. Além disso, são ricas em fibras e ácido alfa-lipóico, as quais comprovadamente ajudam a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis. Fibra retarda o processo digestivo no corpo, resultando em uma liberação mais lenta de glicose na corrente sanguínea. Isto significa que há menos picos de açúcar no sangue depois de consumir uma refeição rica em fibras.

3. Cenoura

Conheça os 9 legumes mais saudáveis para comer no inverno!

Este popular legume de raiz pode ser colhido nos meses de verão, mas atinge o pico de doçura no outono e inverno. As condições frias fazem com que as cenouras convertam os amidos armazenados em açúcares para impedir que a água em suas células congele. Isso faz com que as cenouras tenham um sabor extra doce em climas mais frios. Na verdade, as cenouras colhidas depois de uma geada são freqüentemente chamadas de “cenouras doces”.

Este vegetal crocante também é altamente nutritivo. As cenouras são uma excelente fonte de beta-caroteno, que pode ser convertido em vitamina A no organismo. Uma grande cenoura (72 gramas) contém 241% da ingestão diária recomendada de vitamina A, que é essencial para a saúde dos olhos e também é importante para a função imunológica e crescimento e desenvolvimento adequados. Além do mais, as cenouras são carregadas com antioxidantes carotenoides. Esses poderosos pigmentos vegetais dão às cenouras sua cor brilhante e podem ajudar a reduzir o risco de doenças crônicas.

4. Acelga Suíça

Conheça os 9 legumes mais saudáveis para comer no inverno!

Não é apenas a acelga tolerante ao clima frio, mas também é muito baixa em calorias e rica em nutrientes. Na verdade, uma xícara (36 gramas) fornece apenas 7 calorias, mas contém quase metade da quantidade diária recomendada de vitamina A e preenche a ingestão diária recomendada de vitamina K. É também uma boa fonte de vitamina C, magnésio e manganês. 

Além disso, as folhas verde-escuras e as hastes de acelga colorida estão repletas de pigmentos vegetais benéficos chamados betalaínas, que segundo alguns estudos, reduzem a inflamação no corpo e diminuir a oxidação do colesterol LDL, uma das principais causas de doenças cardíacas. Esse verde é amplamente utilizado na dieta mediterrânea , que tem sido associada a inúmeros benefícios para a saúde, incluindo uma redução na doença cardíaca.

Clique em “Próximo” para ler o restante do conteúdo da postagem.