Minilua

O lado negro de “Friends”

O que você lerá a seguir é uma creepypasta, ou seja, uma lenda urbana moderna difundida pela internet, por fóruns, e-mails e redes sociais. Normalmente podem ser fictícias, sem provas ou fontes confiáveis, ficando assim apenas como um conto de terror, mas… e se forem reais?

Para ampliarmos a sensação de suspense inserimos uma trilha para ser tocada acompanhado a leitura. (Não sejam covardes)

Friends

 

Eu acompanhei meu amigo John para uma festa de alguns amigos dele, que aconteceria na casa de um de seus novos colegas. John começou a trabalhar em uma empresa que fazia traduções para séries de TV, ou seja, que traduzem os scripts para colocarem as legendas. Na verdade, o que o John queria mesmo, era se dar bem com uma garota que estava trabalhando com ele, mas ele realmente não sabia se ela ia corresponder a isso. Em geral, eu não gosto muito de ir a festas onde não conheço nem os convidados, nem os donos da casa, mas como John já havia me tirado de algumas, eu não poderia negar agora que ele estava me pedindo para acompanhá-lo, para estar com o que seria a futura mãe de seus filhos, segundo ele.

Chegamos à festa; era uma mansão e havia um monte de pessoas, e todas elas pareciam conhecer uns aos outros. Eles estavam muito bêbados, alguns deles estavam dançando, outros estavam bebendo e rindo altamente. Como eu sou um pouco tímido, comecei a beber um pouco, a fim de fazer amizade com mais alguém daquela festa sem ser o John, que havia se perdido entre as pessoas querendo se encontrar com a tal garota. O tempo começou a passar, e claramente eu não conseguiria me envolver em qualquer um dos grupos ali. Pouco a pouco as pessoas começaram a deixar a casa, e eu ainda nem tinha notícias de meu amigo. Quando restavam nada mais do que 5 ou 6 pessoas, o dono da casa se aproximou de mim e começamos a conversar.

Ele era um cara muito legal, e me disse que tinha começado a trabalhar na empresa à um aproximadamente 1 ano atrás, e ai começamos a falar sobre as séries, aquelas que eles estavam traduzindo e tal, e eu disse a ele que uma de minha séries favoritas era “FRIENDS”. Logo depois que eu disse isso, porem, as pessoas na sala ficaram sérias e se entreolharam com um olhar estranho. Uma menina me perguntou se eu já tinha ouvido falar sobre o episódio “fantasma” da série, e eu respondi a ela que eu não, e que não tinha idéia do que ela estava falando. Eles me deixaram claro que esse capítulo tinha chegado a eles, provavelmente por engano, já que ele tinha vindo sem o script, nem seqüência de crédito, nem nada. O capítulo foi dirigido por Matthew Perry, o ator que interpretava Chandler Bing (assim como alguns capítulos também tinham sido dirigido por David Schwimmer, o ator que interpretava Ross Geller), curiosamente, próximo à data em que seus problemas com drogas havia sido divulgados, o que parcialmente, pode explicar o que eu estava prestes a ver. Fomos para o quarto do dono da casa, e ele tirou de uma prateleira uma fita de vídeo, com uma etiqueta e o nome “Aquele com os gatos congelados” escrito nela com um lápis. Eu achei que aquele era um nome pouco comum para um capítulo normal de “Friends”, mas eles me disseram que era um capitulo “fantasma”, então eu não disse mais nada, e me acomodei para vê-lo. Não sei se foram as cervejas que eu bebi ou algo assim, mas quando o capítulo começou, notei que todos eles estavam se entreolhando com um sorriso meio malévolo.

O capítulo começou como qualquer outro: Rachel e Monica estavam sentadas na cafeteria imaginando como seria ter um encontro com Joey. Nada fora do normal, algumas piadas simples e discretas, nada que chamava muito a minha atenção. Após a introdução, a tela não cortou para a apresentação, com a canção dos Rembrandts. Ao invés disso, apareceu uma tela preta, com o título “Capítulo 101-B: Aquele com os gatos congelados, dirigido por Matthew Perry”. Esses foram os únicos créditos que apareceram em todo o capítulo. A próxima coisa que apareceu foi a gravação de uma televisão, em que ele poderia ser visto o rosto de um cavalo e, de fundo, uma fazenda. A cena seguinte mostra um monte de galinhas correndo em linha reta. Ninguém prestava atenção no que estava acontecendo na tela. Joey e Monica estavam sentados e conversando na mesa da sala de Monica e Rachel, sobre a maldição de uma foto amaldiçoada. Monica diz para Joey que aquilo era somente uma completa mentira para as pessoas de mente fraca, e Joey responde em seguida que uma de suas irmãs enlouqueceu depois de ter recebido a foto em seu e-mail. Monica lhe responde que aquilo era apenas uma lenda urbana para assustar as pessoas, mais então, Joey mostra a ela uma foto de sua irmã, que estranhamente, não era nenhuma daquelas que haviam aparecido na série, mas ao invés disso, aquilo parecia ser uma foto de uma mulher realmente louca, com uma camisa de força e uma expressão extremamente aterrorizada em seu rosto, como se ela realmente estava perturbada por alguma coisa. Enquanto a foto era mostrada na tela (o que durou por muito tempo), risos do público eram ouvidos, o que curiosamente fazia aquela cena ficar ainda mais assustadora. Monica não prestou atenção à imagem, e ela se levanta para desligar a TV. Phoebe entra no apartamento, com um olhar muito deprimido e aborrecido.

Joey e Monica perguntaram a ela o que estava acontecendo. Phoebe se senta em uma cadeira e apóia a cabeça nas mãos, e diz aos amigos que ela não se estava se sentindo muito bem desde que ela teve que deixar os trigêmeos de Alice e seu irmão, e que provavelmente deveria ser uma depressão pós-parto. Monica e Joey tentam incentivá-la, mas Phoebe não parecia ouvi-los, dizendo que era horrível não poder estar mais com os trigêmeos. Ouvindo aquela conversa, parecia estar implícito que os trigêmeos haviam morrido logo após o parto, e que Phoebe estava sofrendo muito, já que se sentia culpada. Phoebe diz que isso tem que terminar, e rapidamente sai do apartamento. Monica e Joey parecem não se preocupar com a situação, e então Monica diz a Joey que ele deve apoiar privadamente a relação entre ela e Chandler (esta é a única vez que ele é mencionado em todo o capítulo). Em seguida, o capítulo se desenvolveu normalmente, com um enredo, e um sub-enredo. A trama principal mostrava Ross procurando uma babá para o Ben, e das confusões que aconteciam ao conhecer cada candidata (que eram julgadas por Monica, Joey e Rachel). Nada fora do normal, alguns diálogos engraçados, mas nada para morrer de rir.

Mas o estranho mesmo era o sub-enredo. Este era sobre o problema de Phoebe, e este continha varias cenas dela sozinha, que me deixavam com calafrios. A cena que realmente me assustou, foi uma que ela estava sozinha em seu apartamento, com as mãos na cabeça, andando em circulo completamente desorientada. De repente, uma música infantil começou a tocar; eu não consegui reconhecê-la, mas eu senti um arrepio em todo meu corpo. Então eu ouvi o choro de alguns bebês, e Phoebe começou a andar em círculos novamente, chorando, até que ela disse algo como “Isto tem que parar!” e saiu correndo da sala. A música e os choros continuaram por algum tempo, e a cena terminou com risos pré-gravados. Mais tarde, Phoebe foi procurar Ben em sua escola, e ele parecia muito assustado com aquela situação, como se aquilo não estivesse no script ou algo assim. Phoebe levou-o para um parque de diversões, e a situação era semelhante à cena do filme “Atração Fatal”, e como uma paródia, aquilo estava muito bem feito, mas a reação do ator que estava interpretando Ben fez tudo aquilo ficar muito estranho e suspeito.

Finalmente, Phoebe estava arrependida do que havia feito, e então ela foi devolver Ben para Carol e Susan, como se nada tivesse acontecido. Phoebe então foi para um abrigo de animais e pegou um pequeno gato nos braços de uma forma muito maternal. Enquanto isso, o resto dos amigos percebeu que nenhuma das babás ia ser tão boa como a própria Phoebe, e com isso, eles decidem ir procurar por ela. Quando eles chegaram até a casa dela, Phoebe estava com uma expressão muito estranha em seu rosto, agindo muito mais incoerente do que o normal. Todos eles perguntavam para ela como estava, mas Phoebe agia como se seus amigos não estivessem lá. Joey abre a geladeira à procura de uma cerveja, e para o seu horror… encontra todos os gatos mortos em sacos amarrados, congelados. Todos olham para Phoebe com uma expressão de completo horror no rosto (como se eles de fato não soubessem o que tinha dentro da geladeira), e de repente Phoebe começa a rir loucamente sem parar, e em seguida, a tela muda para um fundo preto. A cena final mostrava todos os amigos, exceto Chandler e Phoebe, na cafeteria. Monica tenta assustar Joey mostrando-o uma foto do Smile.jpg (A suposta foto amaldiçoada), mas Joey não presta atenção a ela, e pergunta se ela realmente quer ficar assustada, e nisso, ele mostra uma foto de Phoebe, sentada em uma cama com uma camisa de força e olhando para a câmera com uma expressão completamente perturbada. Há uma risada muito longa, e o capitulo termina.

Assim que ele terminou, eu olhei para todo mundo, não acreditando no que eu tinha acabado de ver. Não consegui dizer simplesmente nada para eles. Na verdade, eu só me levantei, e fui para minha casa, tentando dormir, mas obviamente, a expressão de Phoebe e da irmã de Joey me perseguiram a noite inteira. No dia seguinte, liguei para meu amigo e perguntei como ele estava, e ele me disse que estava tudo bem, e que ele estava muito apaixonado pela garota. Em seguida, perguntei se ele sabia alguma coisa sobre o capítulo “fantasma”, e ele me disse que provavelmente era apenas um teste, um capítulo que tinha “escapado”, e que nunca iria para o ar. Nas semanas seguintes, meu amigo foi promovido na empresa, se casou com a tal garota, e se mudou para outra cidade. Eu não tive quase nenhuma noticia dele. E aqueles que eram seus colegas, também nada, como se nunca tivessem existido. E claro, sempre que eu comento algo sobre este capitulo com alguém, eles olham para mim com aquela cara de “vá procurar ajuda”. E, ocasionalmente, aquela expressão perturbada da Phoebe me acompanha antes de adormecer.