Início Utilidade Pública Cartão de Crédito

Johnny Depp é ‘impedido de fazer uma aparição especial’ em Piratas do Caribe

A Disney supostamente impediu Johnny Depp de fazer uma aparição especial na franquia Piratas do Caribe.  

O conglomerado de entretenimento se distanciou do ator de 57 anos antes mesmo de seu julgamento por difamação no Reino Unido, apesar de nunca ter rompido os laços formalmente, de acordo com o The Hollywood Reporter.

Mas a publicação também afirma que a Disney “recusou” a ideia do produtor executivo Jerry Bruckheimer de trazer Depp de volta para uma participação especial no spin-off feminino da franquia, que supostamente seria liderado por Margot Robbie

Disney tem medo de manchar imagem da empresa

Ele interpretou o Capitão Jack Sparrow em todos os cinco filmes Piratas do Caribe de 2006 a 2017.

A empresa teria pensado que uma participação especial poderia prejudicar sua imagem familiar.

No entanto, apesar de seus esforços para fazer Depp retornar à franquia, a Disney disse que não e seu relacionamento com o ator piorou nos últimos meses.

Já houve várias petições assinadas por mais de um milhão de fãs online, que exigiram que Depp seja reintegrado em seu papel de pirata.  

Foto: (reprodução/internet)

Depp queria suspensão de Heard em filme

Enquanto isso, no mesmo artigo, foi relatado que Depp tentou evitar que sua ex esposa Heard estrelasse o filme de ação Aquaman de 2018, com o ator supostamente tentando substituí-la no filme.  

Foto: (reprodução/internet)

Depp teria expressado seu desejo de remover Heard em uma mensagem que enviou a sua irmã Christi Dembrowski, uma produtora que já teve um contrato com o estúdio e ainda exerce influência na empresa, de acordo com o THR.

“Quero que ela seja substituída no filme da WB”, escreveu ele a Dembrowski.

A mensagem foi descoberta pela publicação na decisão de 132 páginas do juiz Andrew Nicol contra Depp em seu processo por difamação contra o editor do The Sun, que ele perdeu.

Petição para volta do ator como Jack Sparrow

Mais de 350.000 pessoas assinaram uma petição para trazer Depp de volta como Capitão Jack Sparrow no mês passado.

A petição dizia: “Eles têm que trazê-lo de volta para governar os mares novamente ou nunca assistiremos a nenhum filme Piratas do Caribe sem nosso capitão.”

Depp também foi removido de seu papel como Grindelwald na série de filmes Os Animais Fantásticos e Onde Encontrá-los, após perder seu processo por difamação contra o The Sun.

O juiz Nicol rejeitou a reclamação de Depp, concluindo que o The Sun provou que o que estava no artigo era “substancialmente verdadeiro” para o padrão civil.

Ator foi declarado culpado no processo de agressão

Em um comunicado, Depp disse na época: “O julgamento surreal do tribunal do Reino Unido não mudará minha luta para dizer a verdade e confirmo que pretendo apelar”.

Sua advogada Jenny Afia, do escritório de advocacia Schillings, disse que a decisão da Suprema Corte foi “tão perversa quanto desconcertante”, acrescentando: “A decisão é tão falha que seria ridículo o Sr. Depp não apelar dessa decisão”.

Foto: (reprodução/internet)

O mesmo juiz então negou a Depp permissão para apelar contra as conclusões e ordenou que ele pagasse £ 628.000 em custas judiciais ao The Sun.

Veja também: Johnny Depp recusou permissão para apelar contra uma decisão de ‘espancador de mulheres’ de Amber Heard

Depp já entrou com um pedido ao Tribunal de Recurso para anular a decisão.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua

Fontes: Mirror e Mail Online