Jeff Bezos não é mais o homem mais rico do mundo e Bill Gates recupera seu trono

ANÚNCIO

ANÚNCIO

Desde que ele foi incluído na lista da Forbes dos homens mais ricos em 1987, o proprietário da Amazon foi subindo posições até atingir o pico mais alto, mas nada dura para sempre.

Graças à sua empresa de vendas on-line e a outros negócios, como o Washington Post e a agência Blue Origin, Jeff Bezos conseguiu se tornar o homem mais rico do mundo, fazendo algo que parecia impossível: superar a fortuna de Bill Gates, o gênio Proprietário da Microsoft.

Jeff Bezos não é mais o homem mais rico do mundo e Bill Gates recupera seu trono

Em 2018, a fortuna do CEO da Amazon alcançou 114 bilhões de dólares, e ele se tornou o homem mais rico do mundo e destronou Gates, que deteve esse título por quase 24 anos seguidos. No entanto, tempos difíceis viriam para Bezos.

Tendo passado 25 anos casado, Jeff enfrentou um processo de divórcio com sua parceira, MacKenzie Bezos, e ela venceu. O homem mais rico do mundo teve que dar um quarto de sua riqueza a ex, que agora é a quarta mulher mais rica do mundo.

Jeff Bezos não é mais o homem mais rico do mundo e Bill Gates recupera seu trono

Além dessa separação milionária, a empresa Amazon também teve baixa receita em 2019. No primeiro trimestre, houve uma queda de 26%, algo que não acontecia desde 2017.

Um divórcio e uma queda nos negócios afetam qualquer um e, para Jeff, eles representaram um duro golpe em sua carteira. Agora, sua fortuna caiu para apenas US$ 103,9 bilhões, nada mais. Pobre milionário.

Embora seja um número muito alto, a fortuna de Bezos não excede mais que os US$ 105,7 bilhões de Bill Gates, então ele teve que devolver o trono do homem mais rico do mundo ao fundador da Microsoft.

Jeff Bezos não é mais o homem mais rico do mundo e Bill Gates recupera seu trono

A vida é uma roleta e Jeff Bezos esteve por um tempo no topo, mas agora é hora de estar sob a sombra de Gates novamente.