Minilua

Incríveis fatos sobre Albert Einstein #2

Einstein foi a maior mente moderna, resolvendo problemas e encontrando soluções que a humanidade buscou durante milhares de anos. Por isso ele entrou para história e sua curiosa vida é cheia de surpresas:

Cérebro

O patologista que fez a autópsia de Einstein roubou seu cérebro e manteve-o em um frasco durante 20 anos.

Política

Foi oferecido a Einstein a presidência de Israel, mas ele recusou. Em uma de suas célebres frases ele diz: “As equações são mais importantes para mim (do que a política) porque a política é para o presente, mas uma equação é algo para a eternidade”.

A Matemática

É falso o pensamento de que Einstein era ruim em matemática. Ele era um gênio matemático desde a infância. A origem deste mito é, em grande parte, pelo fato de que seus anos de escola finais foram feitos na Suíça, onde a escala de classificação é para trás em relação a Alemanha (1 é considerado perfeito em vez de 10). Outro fator que ajudou neste mito é que ele solicitava ajuda de matemáticos com frequência, porém, foi apenas porque os temas com os quais ele estava lidando eram bastante avançados para um adolescente.

Universidade

O Físico falhou no seu primeiro exame de ingresso para a Academia Politécnica Federal na Suíça, pois ele era fraco em linguagens. Einstein não falou antes dos 4 anos.

Nobel

Einstein não recebeu o Prêmio Nobel por suas teorias da relatividade. Na verdade, ele recebeu pela “descoberta da lei do efeito fotoelétrico”

Casamento

Einstein fez um acordo com a sua primeira esposa para que ela lhe desse o divórcio: ofereceu-lhe o dinheiro que iria receber com o Prêmio Nobel… vários anos antes de ele ser ao menos indicado.

Projeto Manhattan

Albert Einstein foi convencido pelo físico húngaro Leo Szilard a assinar em 1939 uma carta para o presidente americano, Franklin Roosevelt, que alertava sobre a possibilidade de os nazistas criarem uma bomba atômica. Mas o Físico nunca chegou a trabalhar no projeto Manhattan.

Alemanha

O físico odiava a escola alemã e fugiu para a Suíça quando adolescente. Retornou à Berlim depois da fama para dar aulas. Com o aumento do antissemitismo no país e a perseguição pelos nazistas – ele chegou a ter sua residência de praia saqueada, sua conta bancária confiscada e recebeu ameaças de morte – Einstein fugiu para os Estados Unidos em 1933 e não voltou a morar na Europa.

Músico

Desde jovem, adorava música. Influenciado pela mãe, começou a tocar violino. Ele teria começado a tocar com cinco anos, mas só tomou gosto mesmo aos 13, quando se aproximou das melodias de Mozart.

Relatividade

Einstein tinha apenas 26 anos quando publicou, em 1905, seus quatro artigos científicos que mudariam o mundo.