Incríveis fatos sobre o Sistema Solar #2

Nosso lar é a Terra, porém ela só é capaz de nos sustentar porque existe todo um sistema a sua volta. Sem o Sol, nós não teríamos a energia necessária para vida. Sem Júpiter nas redondezas nós seríamos acertados constantemente por meteoros e sem a Lua nossa rotação seria muita mais alta, dificultando alguns aspectos da vida. Por isso vamos conhecer melhor essa nossa grande vizinhança cósmica:




Vizinhança estranha

solarsystem

Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão. Essa seria sua resposta se alguém lhe perguntasse quais são os planetas que compõem o Sistema Solar. Mas é melhor esperar um pouco! Está faltando um planeta aí no meio e ele fica mais perto da Terra do que você imagina.

Desde 1801, os humanos conhecem um pequeno planeta chamado Ceres. Durante séculos, literalmente, esse pequeno corpo celeste ficou em segundo plano, mas conforme íamos aprendendo sobre a vizinhança próxima, mais informações sobre Ceres surgiam.

Antes desse planeta ser levado a sério, foi descoberto um cinturão de meteoros entre Marte e Júpiter, a região que Ceres habita. Isso fez todos pensarem que ele era apenas mais um cometa, só que um pouquinho maior. Depois, com o surgimento de novos telescópios, foi possível tirar a verdadeira medida desse corpo, mostrando que ele possui 974 quilômetros de diâmetro. Por isso, em 2006, com o apoio da União Astronômica Internacional, Ceres “virou” um planeta anão, entrando para a ilustre lista de figurões que formam o Sistema Solar.




Do contra

venus1

Vênus é o segundo planeta mais próximo do Sol, completando uma volta em torno da estrela em 224 dias. E ao contrário do que muitos pensam, apesar de estar um pouco mais longe do Sol do que Mercúrio, Vênus é muito mais quente. Isso ocorre porque o outro planeta não possui atmosfera, assim o calor não fica retido na superfície, aliviando o chamado efeito estufa.

Outra coisa que chama atenção em Vênus é o fato dele ser o único planeta do Sistema Solar que gira em sentido horário. Porque? Ninguém sabe…

Para completar as esquisitices desse planeta, ele tem o dia mais longo que um ano. Devido a rotação extremamente lenta, Vênus demora mais para completar uma volta em torno de seu eixo, do que para dar uma volta completa no Sol.




Vivendo dentro do Sol

Voyager_1_entering_heliosheath_region

O Sol vive jogando partículas para todos os lados devido as grandes explosões em sua superfície. Isso cria algo chamado heliosfera, que é uma grande bolha de ventos solares que engloba os planetas do Sistema Solar e vai mais além.

Essa bolha é o limite do que podemos chamar de Sistema Solar. E lá nas bordas, esses ventos se encontram com os ventos de outras estrelas, criando uma região onde existe um equilíbrio de pressão. Esse limite é mutável, pois como estamos girando pela Via Láctea, cada vez passamos por diferentes ventos estrelares.

Receba mais em seu e-mail
Topo