Incríveis fatos sobre Hitler #1

Hitler é uma das figuras históricas mais famosas de todos os tempos. Ele foi o último grande vilão do mundo e sua história desperta desprezo e admiração:




A esposa

Eva-Braun

Durante muitos anos, Hitler viveu um romance, que ele não costumava admitir, nem comentar em público. Em 1919, o chefe do governo alemão conheceu uma bela moça de 17 anos, que trabalhava como modelo. O nome dessa moça era Eva Braun. Desde aquele momento, um dos maiores criminosos da história se apaixonou.

Por todos os anos que comandou o governo nazista, Hitler teve Eva do seu lado, mas jamais quis se casar, com medo de que isso pudesse manchar sua imagem diante do povo. Eva estava sempre com ele, porém os dois não eram vistos em público com frequência. Ela, além de modelo, também era apaixonada por fotografia, por isso muitas das imagens do Führer foram feitas por ela.

Até 1945, os dois ficaram juntos como namorados secretos, mas poucas horas antes de se matar, Hitler decidiu casar com o amor de sua vida. Os dois passaram 40 horas como marido e mulher, antes de HItler explodir sua própria cabeça. Eva também se matou, mas preferiu uma cápsula de cianeto.




Nobel nazista

brstnaprarsc01

Até o ano de 1935, o Prêmio Nobel podia ser recebido por qualquer alemão. Mas nesse ano, o escritor Carl von Ossietzky, que era um grande crítico do nazismo, acabou ganhando o Nobel da Paz. Isso enfureceu Hitler, que proibiu qualquer alemão de pegar o prêmio, caso o ganhasse.

Para não deixar os compatriotas na pior, o Führer criou o “German National Prize for Art and Science”. Apenas 9 pessoas ganharam o prêmio, o que o torna um dos mais raros da história. Entre os ganhadores estavam engenheiros, médicos pioneiros em algumas cirurgias e alguns nomes importantes do Partido Nazista.




Hitler artista

xnbfJZnc.jpg.pagespeed.ic.aLq_axrwqS

Antes de entrar na política e se transformar em um monstro assassino, Hitler tinha sangue de artista correndo nas veias. Entre seus 19 e 23 anos, o líder nazista viveu em Viena, onde pintou diversos quadros. Para o azar do mundo, o talento dele não era bom o bastante para que conseguisse uma bolsa de estudos na escola de arte de Viena.

Duas vezes Hitler tentou entrar na escola de arte, mas nunca conseguiu. Um dos instrutores disse que o verdadeiro talento do Führer era para a arquitetura e que ele deveria largar a arte e seguir carreira na construção civil.

Mesmo após as negativas, Hitler continuou tentando. Durante alguns anos, viveu em Viena, onde pintava casas e tentava vender quadros para sobreviver. Sua paixão pela pintura era tão grande que, quando foi convocado para lutar na Primeira Guerra Mundial, Hitler levou seus quadros e os pintava entre uma batalha e outra.

Reaja! Comente!
    Topo