Após mortes, Universal e IMPD tem seus templos fechados em Angola

igreja-universal

Algumas igrejas evangélicas, entre elas a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) e a Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD), tiveram suas atividades encerradas em Angola por tempo indeterminado, após 16 pessoas morrerem e centenas ficarem feridas em uma vigília realizada na virada do ano.

A Igreja Universal organizou a “Vigília da Virada – Dia do Fim”, em um estádio com capacidade para 30 mil pessoas, porém quase 153 mil pessoas foram ao local.

files

Como muitos fieis não conseguiram entrar no estádio devido a lotação, houve um tumulto do lado de fora, que acabou com mortos por asfixia e esmagamento.

A igreja também está sendo acusada de não encerrar a cerimônia, mesmo sabendo que havia uma grande confusão do lado de fora do estádio e que pessoas tinham morrido em decorrência do tumulto.

Além da IURD e da IMPD, também foram suspensas as atividades das igrejas Mundial da Promessa de Deus, Mundial do Reino de Deus, Evangélica Pentecostal Nova Jerusalém e Mundial Renovada.

“O Dia do Fim”, em uma infeliz coincidência, o nome escolhido para a campanha acabou por descrever o que ocorreria com muitos dos membros que lá estavam.

Atualização: A polícia de Angola prendeu pastores da Igreja Universal do Reino de Deus em várias regiões do país e mantém viatura diante de alguns templos para impedi-los de realizar cultos. 

Para as autoridades, a Igreja atraiu muitas pessoas (incluindo crianças, idosos e doentes) por causa da “propaganda enganosa” de que quem participasse da vigília teria todos os seus problemas resolvidos, como “doenças, miséria, desemprego, feitiçaria, inveja, separação, dívidas, etc.” 

A IURD diz em nota que têm colaborado “firmemente” com as autoridades para esclarecer “as causas do terrível episódio” e lamentou a prisão dos pastores — não diz quantos. 

Adaptado do Os Cristãos

Receba mais em seu e-mail
Topo
<-- /home/edenilson/web/minilua.com/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/igrejas-evanglicas-so-fechadas-em-angola/index.html //-->