Início Utilidade Pública

Saiba como ter ideias sustentáveis para o meio ambiente, conforme os especialistas

Você já passou pela situação de ter o interesse em começar a ter práticas sustentáveis para o lixo, em casa, no trabalho, com o consumo de água, de energia… Mas, acaba esbarrando na falta de criatividade ou de informações de como fazer isso? Isso acontece com muita gente.

Por isso, a gente foi atrás do que dizem os especialistas sobre essa vontade de ter ideias mais sustentáveis para o dia a dia. inclusive, temos que notar que atualmente há várias medidas e ações sustentáveis que fazem muita diferença no mundo todo.

E o melhor de tudo é que você pode começar simples, em casa, com pequenas mudanças. Então, nessa introdução já fica a primeira dica, que é geral de os especialistas e diz algo como: para mudar o mundo, comece por você.

De qualquer modo, eles também citam que as campanhas de conscientização das empresas são importantes. Por isso, vamos por partes. Nós temos aqui a opinião de vários deles e separamos tudo em tópico, para que o texto fique mais fácil de ser compreendido, vamos lá.

As ações nas empresas

Durante as conversas, o que a gente notou foi que uma boa parte desses professores e profissionais da área acreditam que as práticas de sustentabilidade devem partir das empresas, que possuem grande poder frente ao mercado e as pessoas.

Logo, eles citam algo como “incentivar os clientes e os colaboradores”. Depois, garantem que para isso dar certo é preciso fazer a própria parte, também. Esse conjunto de ações focadas no meio ambiente é que vai permitir a redução de consumo de matérias-primas não renováveis, por exemplo.

E também dá para pensar na adoção de práticas que visam a reciclagem de itens consumidos no dia a dia de todo mundo, como papel, alumínio e vidro.

Conheça 12 práticas sustentáveis nas empresas que você deveria seguir

Para incentivar essas empresas, gestores e empreendedores, o pessoal comenta que as medidas acabam beneficiando também o caixa da empresa – ou seja, faz bem para o bolso da companhia. Então, adotar ações efetivas sustentáveis é um ótimo caminho.

O incentivo as campanhas

Em um próximo passo, há um comentário sobre o incentivo às campanhas em prol da sustentabilidade, que vem de uma fala de Rosicler Oliveira, mestre em Gestão Ambiental. Veja o que ele diz sobre tais incentivos.

“A sustentabilidade abrange as áreas ambiental, social e econômica, e a reciclagem contempla essas áreas. Então, esse pode ser um dos primeiros passos – para a população integrar hábitos sustentáveis para o dia a dia”.

Assim, ela conclui a ideia falando que as empresas preocupadas com o meio ambiente devem criar uma divulgação online e por meio de material gráfico, impulsionando isso através de promoções, sorteios e até mesmo descontos.

Além disso, um trabalho de sensibilização (que, para ela, acontece com palestras e vídeos curtos) também podem ter um ótimo impacto para causar a mudança de comportamento dos clientes e dos colaboradores.

Os comportamentos individuais

Seguindo com a nossa trajetória aqui, saiba que primeiro falamos sobre a importância das empresas se pronunciarem. Depois, vimos que dá para pensar em formas de incentivos, também. Agora, então, vamos falar sobre como isso reflete na vida individual de cada um.

E para falar disso, vamos usar algumas falas do professor da Fundação Getúlio Vargas, Luiz Macedo. Ele conta que ações sustentáveis dentro de casa também são simples, como é o caso da reciclagem dos produtos descartáveis, como embalagens.

“O público interno deve ser o primeiro a ser envolvido para, em um segundo momento, iniciar as ações com clientes, fornecedores e comunidade”, sugere. Só que ele diz isso ao mencionar também que as ações dentro da empresa vão refletir no comportamento familiar.

Estudante de designer de produtos cria empresa de bioprodutos com a borra do café

E como fazer isso em casa ou no trabalho, durante o dia a dia, sem perder tempo ou dinheiro e de forma simples? Ele diz que é bem fácil. E cita expressões como “separar o lixo”, “combater o desperdício”, “realizar a reciclagem”.

A mudança na conscientização global

Agora, a partir do momento que esses trabalhadores começam a praticar tais atitudes tanto no trabalho como em casa, dá para começar a pensar em uma mudança geral na conscientização ambiental do planeta.

Júlio Bin concorda com isso. Ele que é especialista em Negócios Sustentáveis pela Universidade de Cambridge (Inglaterra), conta que pequenas ações de reciclagem são importantes para mostrar aos consumidores como dá para fazer a parte deles – cada um à sua.

“São ações importantes de ecoeficiência, porque fazem as pessoas agirem, colocarem a mão na massa”, ele avalia. No entanto, novamente, ele avalia a importância das empresas em lidar e falar com o seu público local.

Para ele, assuntos como coleta da água da chuva e placa solares ainda estão distante de muitos consumidores. “É preciso que a empresa conheça e se comunique com a comunidade ao seu redor. A partir daí poderá desenvolver ações integradas”, afirma.

A promoção da sustentabilidade

Nesse último grande tópico, a gente encerra o conteúdo. Então, vamos recapitular cada um dos passos que, segundo os especialistas, são indicativos para mostrar se uma nação está caminhando positivamente para favorecer o meio ambiente ou não.

Primeiro, temos a importância das ações das empresas. Depois, uma possibilidade de incentivo por parte delas. Então, vem as atitudes individuais dos funcionários na empresa e em suas casas. Assim, começa a mudança de comportamentos, chamada de conscientização.

Por fim, nesse último tópico, temos o que pode ser visto como um “ideal”, que é o caminho final: a promoção da sustentabilidade por essas pessoas envolvidas. Para os especialistas isso faz ainda mais sentido quando as pessoas e empresas começam a notar a economia.

É isso mesmo, a diminuição dos custos é como se fosse um atrativo, ainda que não seja o foco principal as campanhas em prol do meio ambiente.