Honda PCX – a scooter mais vendida do país com parcelas a partir de R$ 208

A PCX é uma moto da Honda que é a scooter mais vendida do país. E motivos não falta mesmo para isso. Por exemplo, ela é a 1ª do Brasil a ter o sistema Idling Stop, que polui menos o ambiente, já que tem um sistema de desligamento e ligamento automático quando a moto está em marcha lenta.

Agora, uma moto das mais vendidas, sustentável e com garantia de 3 anos… Você deve estar pensando que o valor dela é alto para você, não é mesmo? Saiba que dá para ter uma moto como essa, 0 KM, pagando parcelas de R$ 208 através do consórcio da Honda. Entenda!

Honda PCX - a scooter mais vendida do país com parcelas a partir de R$ 208

Os diferenciais da PCX

O novo modelo da PCX tem iluminação full de Led, conjunto óptico frontal, design moderno, freio CBS, pneus 14”, painel totalmente digital, tomada de 12V inclusa, além do motor, que é do tipo OHC, com 4 tempos. O combustível usado é a gasolina, o que a torna totalmente econômica.

Essa moto da Honda tem um diferencial incrível de mercado, sendo que foi a 1ª moto a ter essa tecnologia, chamada de Idling Stop. O que ela faz? É um sistema que é menos poluente e desliga o motor quando a moto está em marcha lenta por mais de 3 segundos e religa automaticamente.

Além de tudo isso, o comprador da moto que optar pelo consórcio Honda ainda terá a gratificação de uma garantia da montadora por 3 anos, incluindo a troca de óleo genuína a partir da 3ª revisão. Aliás, ao todo a Honda oferece 7 revisões gratuitas.

Fora todo esse diferencial tecnológico e de segurança, também se deve olhar para a PCX como uma oportunidade de mercado, já que todo cliente Honda pode solicitar o financiamento através do consórcio e pagar parcelas que partem de R$ 208. Descubra como funciona isso!

Parcela de R$ 208

O que tem que fazer para pagar parcelas a partir de R$ 208 em uma moto tão completa como a PCX? Uma boa sugestão é conhecer o consórcio nacional Honda, que é uma maneira inteligente de poupar dinheiro para ter uma moto 0Km na garagem.

Para participar do consórcio, o interessado deve ir até uma das concessionárias da Honda e solicitar o financiamento, sendo que o banco Honda fará uma análise de crédito. Em caso de aprovação, o cliente pode optar por vários formatos e planos.

Por exemplo, tem o plano de 80 meses, que tem o valor da parcela baixíssimo, em R$ 208. E esse valor é baixo porque a Honda não cobra juros – apenas as taxas administrativas. Assim, após o pagamento total, o cliente pode pegar a moto nova ou a carta de crédito, se preferir.

Agora, também tem outras formas de sair com a moto nova antes de ter pago o consórcio até o final: ser sorteado na assembleia ou dar um bom lance.

As taxas da Honda

Uma orientação é que o cliente olhe as taxas administrativas que podem ser cobradas durante o contrato. Conforme os prazos e os planos, elas se alteram. Mas, de forma geral, a taxa máxima de administração que é cobrada é de 1,5% ao mês.

E como saber das taxas? A Honda tem uma tabela que está publicada no seu site e lá todo mundo pode ver as taxas praticadas, que estão de acordo com a legislação e fazem parte do consenso entre os consorciados. Confira.