Homem escreve mais de 100 cartas de amor para mulher que lhe deu o “número errado”

ANÚNCIO

Um estudante apaixonado que acredita ter recebido o número de telefone errado de uma estranha e escreveu mais de 100 cartas de amor manuscritas em uma tentativa de localizá-la.

Serban Raia, um estudante do terceiro ano da Universidade de Nottingham, conheceu uma mulher conhecida apenas como ‘Amy’ em um parque, e os dois pareceram se dar bem.

ANÚNCIO

Depois de bater um papo em Radford Park, Nottingham , por um tempo, Amy concordou em ir a um encontro com ele no Peak District.

Número estava errado

No entanto, quando Serban voltou para casa, percebeu que o número que Amy havia entregado não estava funcionando – um erro crasso que ele acredita ter sido um erro honesto.

Serban está determinado a rastrear Amy, e desde então embarcou em uma missão para encontrá-la.

ANÚNCIO

Seguindo a ‘conexão instantânea’ deles, Serban decidiu escrever mais de 100 cartas – postando-as em todas as casas na estrada onde ela mencionou que mora.

No bilhete de amor, ele escreveu:”Na semana passada, em Radford Park, usei uma camisa amarela e shorts laranja, enquanto você era tão elegante, genuíno e sexy.”

“Adorei conversar com você!”

“Estou chateado por não ter verificado imediatamente se o seu número estava correto, porque ele estava errado e não pude entrar em contato com você. Lamento se, como resultado, você se sentiu ignorada.”

Não vou deixar que esse acontecimento infeliz nos impeça de sairmos juntos novamente em breve, e é por isso que escrevi esta carta e a enviei para todas as malditas casas da estrada.

– Espero que tenha chegado até você! Ligue para mim. Espero que esta carta encontre você bem. Serban.

Homem escreve mais de 100 cartas de amor para mulher que lhe deu o "número errado"

Rapaz ainda não teve notícias de sua amada

Embora ele ainda não tenha notícias de Amy, outros começaram a se comunicar com palavras de apoio.

Uma pessoa escreveu a ele: “Boa sorte em encontrar Amy. Achei que foi uma coisa corajosa. Fez meu dia“.

Outra mensagem: “Serban, você encontrou sua Amy? A história me pegou de tensão.”

Apesar de ter bolhas nas mãos – e, é claro, do desapontamento por sua paixão não ter respondido – Serban continua otimista sobre se reencontrar com sua amante desgraçada.

Em declarações ao site de notícias estudantis The Tab, Serban, que estuda psicologia com neurociência cognitiva, disse: “Talvez as coisas não tenham funcionado como eu queria.”

“Mas pelo menos eu sei que tipo de homem eu sou, e isso é uma ótima história também.”

“Visto que tínhamos uma conexão tão boa, decidi confiar nela, e não assumir que não era que ela não quisesse mais falar comigo.”

Traduzido e adaptado por equipe MiniLua

Fonte: Mirror

 

ANÚNCIO