Homem é picado por cobra de 3 metros enquanto usa o banheiro de sua casa

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Se você nunca usou um banheiro agachado antes, essa história não fará com que você queira começar de repente. Na privacidade de sua própria casa, um tailandês de 38 anos se viu do lado errado da mordida de uma píton.

Apanhada completamente de surpresa, essa história poderia ter sido muito pior. Temos o prazer de informar, no entanto, que homem e cobra sobreviveram ao encontro, embora um deles não fará sexo tão cedo.

snake-1

Attaporn Boonmakchuay, pai de três filhos e morador da província de Chachoengsao, localizado a leste de Bangcoc, começou seu dia como tantas pessoas: ele foi ao banheiro. Cerca de dez segundos depois que ele se agachou no banheiro, a dor tomou conta de seu corpo. Para seu horror, ele olhou para baixo e viu que uma píton havia saído do ralo e picado seu pênis.

Enquanto ele gritava de dor, ele trabalhou para se libertar das mandíbulas da serpente. Sua luta durou mais de trinta minutos. Foi preciso a ajuda de sua esposa e vizinho amarrando uma corda ao redor do réptil antes de Attaporn conseguir abrir a boca da píton. Ele desmaiou momentos depois.

As equipes de emergência médica foram capazes de levar Boonmakchuay a um hospital. Apesar de perder muito sangue, os médicos conseguiram estabilizar sua condição. Chutima Pincharoen conseguiu costurar o membro do homem ferido novamente. Não se espera que ocorram danos a longo prazo.

Quanto ao píton de três metros, ele ainda estava preso no banheiro quando a equipe de emergência chegou. Eles foram forçados a desmontar o banheiro, a fim de remover a cobra. Foi levado para uma reserva animal próxima e liberado na natureza.

Um dos trabalhadores de emergência, um homem chamado Tapo, observou que havia encontrado muitas cobras presas em banheiros durante seus seis anos de trabalho na Tailândia. No entanto, o que tornou esse incidente tão bizarro foi que, em vez de morder as pernas ou o bumbum, que são os locais comuns, essa píton decidiu ir atrás da cobra de um olho de Attaporn.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Weird Asia News