Homem denuncia esposa por maus tratos e polícia não leva a sério, até que é assassinado.

Temos de aceitar quem assim como existem mulheres agredidas, há homens que sofrem em silêncio porque escolheram como parceiras de vida uma pessoa maliciosa e abusiva. A violência sempre machuca, mesmo que incentivada por diferentes razões, e este é o caso de Alfredo Turcumán, de 28 anos, cuja esposa o agredia constantemente, até que ele se cansou e foi para a delegacia de polícia para denunciá-la.

Entenda:

Alfredo Turcumán

Infelizmente, o fato de que um homem fosse denunciar sua esposa por agressão foi ridicularizado na delegacia de polícia. As autoridades argentinas riram na cara dele e disseram: “Não seja viado”. Sem que tomassem nota da denúncia, Alfredo voltou para casa e, então, foi esfaqueado no coração por sua esposa, Claudia Moya, de 23 anos.

Alfredo Turcumán

Alfredo ficou hospedado por uma semana no Hospital Rawson, mas não teve sucesso e morreu. Diante disso, a família do falecido apontava para Moya como a principal suspeita e denunciou a falta de ação da polícia após o homem ter avisado sobre a situação, pedindo ajuda. Moya foi presa, mas informa-se que está grávida. Parentes relataram que o casal sempre foi conhecido por levar uma “relação conflituosa com episódios violentos”. Nessas lutas, Alfredo também havia sido denunciado por sua parceira.

Alfredo Turcumán

A família da vítima:

Por sua parte, a mãe de Alfredo acredita a morte de seu filho tenha sido premeditada por Moya. Crê que este não foi um simples acidente, como Moya afirmou no início, quando afirmou que seu marido estava consertando uma porta e acabou se machucado com uma faca.

“ELA NÃO ESTÁ LOUCA, É UMA PESSOA FOCADA E TINHA PLANEJADO MATÁ-LO. CLAUDIA TERIA DADO CABEÇADAS DEPOIS QUE MACHUCOU SEU CORAÇÃO”

Alfredo Turcumán

As agressões eram comuns, como relatado por parentes e amigos de Tucumán. Em diversas ocasiões, disseram, ia trabalhar machucado e seu chefe insistiu que denunciasse a esposa.Quando o fez, no entanto, os policiais que deveriam prestar a devida atenção, minimizaram a situação e chamaram-lhe de viado”.

Alfredo Turcumán

Fontes policiais indicaram que a mulher tinha esfaqueado seu primeiro parceiro, e também teve problemas com o pai de sua segunda filha.

De acordo com o Diário de Cuyo, Moya admitiu à polícia que ela esfaqueou Turcumán, mas em legítima defesa.

Alfredo Turcumán

Enquanto decidem qual será a posição que enfrentará esta viúva aparentemente maligna, a família espera que a morte de seu filho não tenha sido em vão e que se castigue tanto Moya quanto as autoridades negligentes que poderiam ter evitado esse triste fim.

Fonte: Laguiadelvaron

Receba mais em seu e-mail
Topo
<-- /home/edenilson/web/minilua.com/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/homem-denuncia-esposa-por-maus-tratos-e-policia-nao-leva-a-serio-ate-que-e-assassinado/index.html //-->