Gorilas contraem o coronavírus e estão tossindo depois do “pegá-lo do manipulador do parque safari”

ANÚNCIO

Acredita-se que um bando de gorilas em um zoológico dos EUA sejam os primeiros primatas a contrair Covid-19.

Um dos animais testou positivo, marcando a primeira transmissão conhecida do vírus para macacos, disseram autoridades do zoológico na segunda-feira.

ANÚNCIO

Três entre o bando de gorilas das planícies ocidentais em perigo crítico no extenso parque de vida selvagem mostraram sintomas do vírus respiratório, como tosse.

No entanto, nenhum deles parece gravemente doente e todos devem se recuperar totalmente, disse o zoológico em um comunicado.

Gorilas provavelmente contraíram o vírus por contato com humanos

De acordo com os tratadores do parque, acredita-se que eles contraíram o vírus de um membro da equipe de cuidados com a vida selvagem do parque, apesar de seguirem todos os “protocolos de segurança dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) e San Diego County Public Health”, bem como vestindo os equipamentos sempre que estiver próximo aos animais.

ANÚNCIO

A análise laboratorial de uma amostra fecal de um dos dois gorilas vistos inicialmente com tosse detectou a presença do vírus dois dias depois, disse o porta-voz do zoológico, Andrew James.

Gorilas contraem o coronavírus e estão tossindo depois do "pegá-lo do manipulador do parque safari"
Foto: (reprodução/internet)

Os resultados positivos foram confirmados na segunda-feira pelos Laboratórios Nacionais de Serviços Veterinários do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), informou o zoológico em seu site.

Embora o teste tenha sido definitivo para apenas um único animal, todos os oito gorilas foram presumidos pelos funcionários do zoológico como tendo sido expostos e possivelmente infectados com SAR-CoV-2, o nome científico do vírus que causa o Covid-19.

Os 8 gorilas passam bem, apesar das tosses

Falando sobre a notícia, a diretora executiva do parque, Lisa Peterson, disse: “Além de algum congestionamento e tosse, os gorilas estão bem.”

“A tropa permanece em quarentena e está comendo e bebendo. Temos esperança de uma recuperação completa.”

Medidas rigorosas de controle de infecção estavam em vigor bem antes da pandemia porque os macacos – como primos biológicos próximos dos humanos – são especialmente suscetíveis a patógenos transmitidos por humanos, embora não tenham imunidade natural a eles, disse James.

Gorilas contraem o coronavírus e estão tossindo depois do "pegá-lo do manipulador do parque safari"
Foto: (reprodução/internet)

Funcionários do zoológico disseram não saber como o coronavírus afetará os gorilas ou quais sintomas adicionais podem ocorrer.

A tropa de gorilas no San Diego Safari Park de 1.800 acres consiste em cinco fêmeas e três machos, incluindo um velho “dorso prateado” chamado Winston com cerca de 45 anos, disse James.

Ambas as instalações foram fechadas ao público devido à pandemia desde o início de dezembro.

Gorilas contraem o coronavírus e estão tossindo depois do "pegá-lo do manipulador do parque safari"
Foto: (reprodução/internet)

Os gorilas em San Diego são o primeiro caso conhecido de infecção confirmada em macacos, disse James.

Leia também: Enorme gorila passa por teste de coronavírus após briga com seu irmão mais novo

Eles são membros da família dos primatas conhecidos como grandes macacos, ou hominídeos, que também incluem chimpanzés, orangotangos, bonobos e humanos.

O vírus também apareceu em vários cães e gatos domésticos.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua

Fontes: Mirror e LadBible

ANÚNCIO