Google alcança supremacia quântica e cria um computador que resolve equações complexas

ANÚNCIO

ANÚNCIO

A computação é uma das ciências relativamente mais jovens e, em menos de 80 anos, fez um progresso incrível, e hoje é indispensável em nossas vidas diárias. Em 1940, os primeiros computadores foram criados e, desde então, muitas empresas se propuseram a inovar a mais avançada tecnologia, com o processador mais eficiente.

Na corrida pela supremacia da informação, o Google deu um novo passo enorme. Um documento chamado “Supremacia Quântica usando um processador supercondutor programável” foi publicado no site oficial da NASA, que explica que o Google desenvolveu uma máquina que pode executar operações a uma velocidade nunca vista antes.

Google alcança supremacia quântica e cria um computador que resolve equações complexas

Os processadores de um computador comum operam com um sistema binário de uns e zeros, fazendo cálculos com um desses bits ao mesmo tempo. Mas, graças ao fenômeno quântico chamado superposição, a nova máquina desenvolvida pelo Google é capaz de operar com quabits.

Em termos práticos, os quabits permitem que o computador realize cálculos em minutos e resolva equações extremamente difíceis que outras máquinas precisariam de anos, milhares de anos, para resolver. De acordo com a New Scientist, o processador quântico do Google pode resolver em apenas três minutos e 20 segundos uma equação que outro computador, muito avançado, levaria 10.000 anos para concluir.

Google alcança supremacia quântica e cria um computador que resolve equações complexas

Sycamore é o nome do processador que contém um total de 54 quabits. O documento mostra que foi criado por John Martinis, da Universidade da Califórnia, em Santa Barbara. O documento também diz que esse avanço é o começo de uma nova era da computação:

“Essa aceleração dramática em relação a todos os algoritmos clássicos conhecidos fornece uma realização experimental da supremacia quântica em uma tarefa computacional e anuncia o advento de um paradigma computacional altamente antecipado.”

Google alcança supremacia quântica e cria um computador que resolve equações complexas

No entanto, o documento apareceu no site da NASA por algumas horas e, em seguida, ainda sem explicação, foi removido da rede. Algumas mídias conseguiram resgatar esses dados impressionantes. As notícias do computador quântico geraram espanto e ceticismo entre a comunidade científica especializada.

O principal pesquisador da IBM, Darío Gil, diz que os argumentos do Google sobre sua criação são “indefensáveis”. Por outro lado, um dos ex-executivos da mesma IBM, Chad Rigetti, é mais otimista e vê essa conquista como uma grande descoberta: “É muito importante para a indústria alcançar esse marco. É um ótimo momento para os seres humanos e para a ciência.”

Google alcança supremacia quântica e cria um computador que resolve equações complexas

O Google e a NASA já haviam feito um acordo em 2018 para desenvolver um computador quântico e é por isso que é muito estranho que, tendo conseguido, eles o mostrem por um tempo na internet e depois excluam o documento. Talvez tenha sido um vazamento não autorizado, e pode ser que no futuro eles revelem oficialmente o feito de um computador quântico.