13 gênios da história que eram alcoólatras; e ainda assim eles fizeram grandes coisas para o mundo

8. Elizabeth, a rainha-mãe

Família Real da Inglaterra

Ela começava o dia com um coquetel, e durante as saídas dela, no veículo que ela usou, ela sempre tinha uma garrafa de gim. Durante o jantar, ela sempre bebeu duas taças de vinho por uma boa parte dos 101 anos em que viveu.

9. Lord Byron

Lord Byron

Um poeta influente, que era como a estrela do rock dos anos 1800, por seus excessos, amores, loucuras e, claro, o seu consumo, constantemente usava um vidro em forma de um crânio, e observou que para um homem ser razoável era necessário que ele estivesse bêbado.

10. Benjamin Franklin

Benjamin Franklin

Político, inventor, cientista e considerado um dos fundadores dos Estados Unidos; Benjamin também bebia muito, e até comentou: “A cerveja é a prova viva de que Deus nos ama e quer que sejamos felizes”.

11. Nikola Tesla

Nikola-Tesla

Podemos entender o motivo de seu alcoolismo, porque sua vida estava cheia de altos e baixos. Nikola Tesla bebia uísque todos os dias, e acreditava firmemente que um copo por dia o manteria saudável, talvez seja verdade, porque ele viveu até os 86 anos de idade.

12. Vincent van Gogh

van gogh

Porque um homem que corta uma orelha como um símbolo de amor não poderia estar sóbrio. Vincent gostava de beber absinto e à noite, porque ele dizia que era quando a inspiração vinha. Talvez essas bebida seja coautora de suas peças mais famosas.

13. Ludwig van Beethoven

beethoven

Esse grande músico e compositor era um bêbado furioso, e nós entendemos seu motivos, pois um músico perder a audição… Bem, diz-se que Beethoven bebeu tanto, que provavelmente foi o que acabou com sua vida.