De acordo com estudo, gatos são tão inteligentes quanto cães

Na sociedade moderna, há cada dia temos mais animais de estimação, sendo estes principalmente cães ou gatos.

Os criadores de cães acreditam que eles são mais espertos do que os gatos, já os donos de gatos, acreditam que os felinos tem a maior inteligência. Este debate sempre existiu e nunca chegou a uma conclusão.

Nos últimos meses, muitos artigos têm sido publicados sobre memória e inteligência dos cães e  mostrou que o “melhor amigo” do ser humano é realmente muito inteligente.Agora, um estudo científico realizado por cientistas japoneses confirmaram que os gatos são como cães quando se trata de memória e esta, por sua vez, sugere que eles são muito inteligentes.

gato e cachorro

O estudo envolveu 49 gatos domésticos e provou que os gatos são capazes de recordar experiências agradáveis, como comer sua comida favorita. Em cães, este tipo de armazenamento pode também ser observado e é conhecido como ponto de memória.

Em nós, seres humanos, isso acontece muitas vezes quando tentam reconstruir eventos passados que aconteceram em algum momento de nossas vidas. Estas memórias são únicas para cada pessoa, porque elas estão ligadas ao sentimento individual que evoca a memória.

Para nossa surpresa, o psicólogo Saho Takagi, da Universidade de Kyoto, explicou que os gatos e cães também usam memórias de uma experiência passada, o que poderia significar que eles têm uma memória oportuna, tal como os seres humanos.




Gatos e cães, muito mais do que animais de estimação

gato e cão 3

A informação que temos sobre os nossos animais de estimação não é tão grande quanto a que temos sobre nós mesmos. Mas este estudo, entre outros, têm demonstrado diversas vezes que eles não são tão diferentes de nós quando se trata de sua memória e nível de consciência.

Algumas pessoas são muito claras nas emoções, expressões faciais, memória, afetividade e inteligência, que são alguns dos aspectos que tornam estes animais nossos amigos incondicionais. De acordo com o psicólogo Takagi, estes resultados têm aplicações práticas, porque se nós podemos compreender melhor como o cérebro e a memória de um gato funciona, podemos construir melhores relações com eles.

Este estudo abre a porta para novas pesquisas que pretendem examinar outros aspectos da memória nestes animais, tais como a duração das memórias e se elas são eventos específicos e agradáveis.

Pouco a pouco, nós entendemos um pouco mais os gatos e, em maior grau, os cães, o que nos permite construir melhores relações com eles.

Receba mais em seu e-mail
Topo