Minilua

Games não são cultura?!

Novamente a Ministra da Cultura do Brasil, Martha Suplicy, afirmou que jogos digitais não são considerados por ela como cultura, por isso eles não entraram no pacote de itens que podem ser comprados com o vale cultura do governo.

Quando perguntada se poderia incluir os games nessa lista, a resposta foi clara: “Nem pensar. Comprar jogos com vale cultura seria ‘forçar demais’.”

O problema é que a ministra considera diversas coisas como sendo cultura: música, cinema, revistas, livros, histórias e afins, pois ela permite que o vale seja usado para comprar e assinar todas essas coisas. E se tudo isso é parte da cultura, porque os jogos, que tem música, história, enredo e ensinam diversas coisas não são?

Um game contem diversos conteúdos culturais, sejam eles daqui ou de fora. Mas não se pode dizer que eles não sejam produtos de cultura, afinal os jogos nada mais são filmes onde você interage com os personagens ou livros nos quais você escreve um pedaço da história.

O que ela esta falando é a mesma coisa que dizer que um livro é cultura, mas um conjunto de livros interativos não são. Simplesmente não há sentido na afirmação de Excelentíssima Ministra.

Não tem como afirmar que jogos não são uma forma de cultura, o que nos resta é saber o real motivo dela pensar que não é.

 

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/