Nós encontramos os 20 fundos de investimentos mais agressivos do banco Inter

Os fundos de investimentos são formas inteligentes de conseguir aumentar a performance dos ganhos através de ativos. Mais ainda, quando a gente fala em diversificar a carteira de ativos. Logo, vamos mostrar para vocês os fundos de investimentos mais agressivos do banco Inter.

Aliás, o banco Inter disponibiliza essas opções de investimento em cotas e aqueles que fazem seus investimentos nelas são os cotistas. O dinheiro rentabilizado nesses fundos é dividido entre todos os cotistas.

Com isso, o investidor vira dono de uma parcela dos ativos da carteira escolhida. Para quem só aplica na renda fixa, esses fundos acabam sendo formas indicadas de conseguir montar uma carteira mais variada, visando tanto o lucro como a segurança das aplicações.

Agora, antes de começarmos, saiba que essa não é uma indicação de compra, ok? A ideia aqui é que você note que o banco Inter é um dos bancos que mais possuem opções de fundos agressivos. Ou seja, indicados para investidores com perfis arrojados.

Os fundos agressivos do banco Inter

O banco Inter oferece, atualmente, muitos fundos de investimentos. Agora, para você que está em busca de mais lucro do que a renda fixa, saiba que nós temos aqui uma lista dos 20 fundos mais agressivos desse banco.

Inclusive, aqui vale citar uma curiosidade: será que o banco Inter é confiável para investimentos? Nós já fizemos uma matéria, que foi publicada recentemente, falando sobre a nota do banco Inter no Reclame Aqui. Leia e descubra o que as pessoas falam desse banco.

1 – Western Asset US Index 500 FIM

Este fundo é o de menor risco da lista toda que temos aqui. Ele rendeu, na média, 3,46% mensalmente. O que dá algo como 2,29% anualmente e uma soma final de 15,32% em 12 meses. A taxa de manutenção custa 1% ao ano.

2 – Alaska Black FIC FIA BDR Nível I

A rentabilidade de fundo é negativa, ainda mais se a gente considerar a época de pandemia. Assim, temos um valor negativo de 9,27% ao mês, 53,37% anual e 44,35% em um período de 12 meses. Ainda assim, é um fundo muito conhecido. A taxa de manutenção é de 1,85%/ano.

3 – Alaska Black II FIC FIA BDR Nível I

O desempenho médio desse próximo fundo também é negativo devido ao momento que vivemos na bolsa de valores. Assim, temos -9,40% ao mês, -53,17% por ano e -43,16% em 12 meses. O valor rentabilizado sobre com a taxa de manutenção que chega a 2,50% ao ano.

4 – Alaska Black Institucional FIA

O rendimento mensal médio ficou em -3,61%, -10,89% anual e 4,85% em 12 meses. Além disso, esse é outra opção entre os fundos de investimentos mais agressivos do banco Inter que possui taxa mais alta, chegando a 2,5% ao ano.

5 – Apex Ações 30 FIC FIA

O Apex apresentou uma performance negativa de -1,46% no mês, -33,30% no ano e -11,80% em 12 meses. Além disso, manter esse fundo na carteira custará entre 1,90% a 2,50% ao ano.

6 – ARX Income FIA

A rentabilidade por mês deste fundo foi de -3,75%, -8,73% anual e 10,79% em 12 meses. Apesar dos números negativos, esse é um dos fundos preferidos dos investidos mais arrojados aqui no Brasil. O investidor deverá pagar de 3,00% a 4,00% ao ano de taxa de manutenção.

7 – AZ Quest Ações FIC FIA

O valor mensal conseguido com esse fundo foi de -4,00%, -14,06% por ano e -3,94% em 12 meses. Outra coisa é que será preciso pagar uma taxa de administração que flutua entre 2% a 2,50% ao ano.

8 – Claritas Valor Feeder FIA

A rentabilidade ficou no vermelho, também, sendo -2,84% ao mês, -2,76% no ano e 14,58% em 12 meses. No entanto, o preço da taxa de administração fica na casa dos 0,70% a 1,25% ao ano, o que é mais baixo do que as outras opções citadas.

9 – Forpus Ações FIC FIA

O Forpus apresentou uma rentabilidade de 9,12% mensal, 19,65% anual e 61,25% em 12 meses. Esse foi um ótimo resultado. Anualmente, o investidor deverá pagar uma taxa de 2,25% a 3,00%.

10 – GTI Dimona Brasil FIA

O desempenho ficou abaixo de zero. Sendo, -0,24% ao mês, -16,91% por ano e 7,04% em 12 meses. O valor da taxa de administração vai ficar entre 2% a 2,50% anuais.

11 – Icatu Vanguarda Dividendos FIA

O rendimento desse Icatu também negativou, sendo -1,37% por mês, -30,94% no ano e -6,91% em 12 meses. A taxa de administração é de 2% ao ano.

12 – Impacto Valuation FIA BDR Nível 1

Mensalmente, esse fundo rendeu -3,07%, -4,63% anual e 26,14% em 12 meses. E são cobrados de 2% a 4% anuais.

13 – Inter Selection Ações FIC FIA

Esta alternativa rendeu -3,31% ao mês, -5,87% ao ano e 9,60% em 12 meses. A taxa administrativa varia entre 1% a 3,60% anuais.

14 – Mirae Asset Discovery Ações Dividendos

A média de rendimento mensal foi de -3,73%, anual de -7,25% e de 7,76% em 12 meses. A administração fica em 2% de taxa ao ano.

15 – Moat Capital FIC FIA

A performance atingida pelo Moat foi de -6,00% mensal, -6,26% anual e 12,79% em 12 meses. O banco cobra de 1,85% a 2% anual de taxa.

16 – Real Investor FIA BDR Nível I

O cotista recebeu rendimentos de -4,73% por mês, -7,92% ao ano e 16,04% em 12 meses. No ano, o número foi positivo, mas nos últimos meses, não. O preço da taxa flutua entre 2% a 2,20% anuais.

17 – Verde AM Unique Long Bias FIC FIA

O investidor teve rendimento de -2,14% ao mês, -5,16% no ano e 8,50% em 12 meses. A manutenção custa de 2% a 2,50% ao ano.

18 – Vinci Mosaico FIA

Esta opção rende -0,63% mensalmente, -28,14% ao ano, mas ficou positivo em 3,17% em 12 meses. A taxa cobrada vai entre 2% a 2,50% anuais.

19 – Vinci Seleção FIA

A performance desse fundo Vinci ficou em -4,36% mensal, -14,34% anual e 1,24% em 12 meses. O banco cobra 3% ao ano para mantê-la.

20 – Vista FIA

O último fundo teve um desempenho de 0,08% ao mês, -3,61% no ano e 14,08% em 12 meses. E é cobrado de 2% a 2,50% anuais de taxa.

Curiosidade – pequenos investidores podem investir em ações do exterior

Como vimos acima, entre os fundos de investimentos mais agressivos do Banco Inter nós tivemos a citação de vários que são acionários. Isto é, focados em ações da bolsa de valores. Até mesmo porque os investimentos mais agressivos, geralmente, são em ações.

Agora, você ficou sabendo que os pequenos investidores também vão poder investir em ações do exterior? É isso mesmo. Em ações da Apple ou da Microsoft, por exemplo. Isso porque a Comissão de Valores Mobiliários alterou as regras dos Brazilian Depositary Receipts.

A Folha Capital fez um conteúdo explicando isso. Veja um trecho: “agora, esses pequenos investidores poderão acessar as Exchange Traded Funds, que são as ETFs. Além dos títulos de dívida para aplicar dinheiro em outros países”.