Temperos naturais – aprenda a fazer uma horta em casa nesse passo a passo

Hoje em dia, muito tem se falado sobre usar mais os temperos naturais e evitar o uso inconsciente de sal e óleo na alimentação. Pensando nisso, muita gente tem procurado dicas para fazer uma horta em casa. E aqui você vai ver um passo a passo completo.

Inclusive, a gente optou por dicas que são simples e baratas. Então, por exemplo, vamos considerar o reuso de materiais recicláveis para o plantio. Além disso, com a semente plantada, você só precisará cuidar do sol e da água para que eles se desenvolvam.

Para ver o passo a passo completo, com cada item, continue lendo. E leve em conta que estamos falando de uma horta orgânica, já que você não vai usar nenhum aditivo para impulsionar o crescimento e nem nada do tipo.

O passo a passo

Antes de indicarmos todos os passos importantes para fazer uma horta em casa, considere que cada planta e cada espécie tem o seu crescimento. Se você quer ter algo que vá crescer o ano todo, deve optar por cebolinha ou salsa, por exemplo.

Já o coentro costuma ser mais viável em outubro enquanto o agrião tem o seu ponto forte em junho e o salsão em abril. Assim por diante. De qualquer modo, você pode fazer testes para saber o que é mais viável para você e respeitando o seu paladar, também.

Reaproveite materiais

O primeiro passo é você saber que vai precisar de alguns materiais recicláveis. Portanto, já comece a separar eles quando forem sendo usados. A dica é pensar em latas que iriam para o lixo e agora podem se tornar úteis para a sua horta caseira.

Então, podem ser latas pequenas ou médias. Além disso, na lista de “ingredientes” que você usará, ainda temos que anotar: pregos e martelo, terra adubada ou substrato para plantas, argila expandida, areia ou manta, além das sementes e das mudas dos temperos.

Personalize as latas

Feito isto, agora é hora de você fazer um pequeno furo embaixo da lata – justamente para escoar a água quando a planta for regada. E cuidado para não se machucar, ok? Depois, você deve customizar a lata com o seu gosto e a sua inspiração.

Tem quem prefira latas retrôs. Outros gostam de estampas. E tem quem goste dela ao natural mesmo. Obviamente, isso tem que respeitar o seu estilo. Curiosamente, algumas latas de manteiga e azeite costumam ser bem bonitas ao natural, por exemplo.

A drenagem da planta

Agora, precisamos pensar que nesse para fazer uma horta em casa temos que ter um sistema que vá drenar as plantas e os temperos. Logo, espalhe ao fundo das latas a argila expandida. Se você não sabe o que é, considere ser aquelas bolinhas de argila que evita que a terra fique concentrada demais ou empapadas demais.

Após a argila, vem a areia, bem acima. A função dela é para que não haja vazamento através da argila. Dá para optar por um pedaço de tecido ao invés da areia. Esse tecido é especifico e chamado de manta e tem a mesma função.

Por último, vem a terra adubada, que vem sobre a areia e vai servir justamente para fazer o plantio da hortaliça do seu gosto. O adubo é importante porque é o que vai fazer a plantas crescerem – é como o fermento para o bolo ou o pão, sabe?

O plantio

Depois, nesse passo a passo para fazer uma horta em casa, vem o plantio. O que você tem que considerar é que há uma dica que vem de séculos atrás: coloque as suas sementes a 1 dedo abaixo da superfície. A ideia é dar espaço para elas crescerem. Então, é só.

O lugar dos temperos

O plantio foi feito. Mas, pode ser que você também tenha dúvidas sobre onde colocar a sua mini horta caseira, né. Então, saiba que isso é bem flexível de ser escolhido. Tem quem prefira pôr na cozinha ou na área de serviço. E tudo bem. Mas, dá para pôr em qualquer lugar.

O bom é que elas vão exigir pouco espaço – inclusive, dá para coloca-las penduradas, estendidas ou até mesmo na parede. Mas, saiba que você tem que considerar que vai regá-la diariamente e podar, quando necessário.

Logo, um pratinho embaixo pode ser necessário para que a água não fique escorrendo. Ao mesmo tempo, você tem que tomar cuidado com o crescimento e o desenvolvimento de mosquitos. Portanto, o melhor é deixar os pratos com areia.

Os cuidados diários

E agora sim, para terminar esse conteúdo, saiba que você deve ter alguns cuidados diários. O primeiro é com a água, que vai dar vida aos seus temperos. E depois, vem o sol, que é necessário para a famosa fotossíntese.

Então, vamos lá: 4 horas por dia no sol já é suficiente e nem precisa ser todos os dias. Logo, se você optar por deixá-los na sacada, ótimo porque já vai tomar algum solzinho diário. O mesmo vale para o caso de você comportá-los próximos às janelas.

E quanto à água, isso vai depender de cada planta. Mas, geralmente, regando 1 vez a cada 2 dias costuma ser o suficiente. Dependendo das condições climáticas também – quanto mais calor e seco for o clima, então, mais água será preciso, ok?