3 fatos importantes para quem vai contra e a favor da Reforma da Previdência

A reforma da previdência social é um assunto que sempre girou em torno do atual presidente do país, Jair Bolsonaro. Desde à sua campanha eleitoral se fala nessa reforma, que divide a opinião dos brasileiros.

O fato é que se por um lado a reforma foi aplaudida por muita gente no começo, agora parece estar freada pelo que demonstra o presidente, que busca, frequentemente, a aprovação do Congresso.

3 fatos importantes para quem vai contra e a favor da Reforma da Previdência

Separamos 3 fatos super importantes que resumem muito bem essa história e que são importantes para o brasileiro que quer entender o que está havendo com a nova proposta, que já permeia os noticiários nacionais há algum tempo.

1 – Economia de R$ 800 milhões em 10 anos

Quando se iniciou os estudos sobre a nova reforma da previdência, o principal quesito para a aprovação da medida era justamente a economia de dinheiro, que iria fortalecer os cofres públicos.

Portanto, deixando de lado questões partidárias, com uma economia de R$ 800 milhões para o governo dá para se fazer muita coisa e investir em muitas áreas que são deficitárias atualmente no Brasil.

ANÚNCIO

Isso levava muita gente a considerar a reforma como fundamental e importante.

Mesmo porque as condições para que o governo cumpra as suas promessas políticas feitas na época da eleição tem a ver com essa reforma, inclusive, adicionando o Tesouro Nacional na jogada.

2 – Negociação com os parlamentares

Um pouco mais tarde, a aprovação da medida foi freada.

Isso porque houve momentos em que muitos governantes reconhecerem uma das partes do presidencialismo, que é justamente a de negociar com os parlamentares.

Isso quer dizer que a nomeação de pessoas para cargos e liberação de emendas poderiam estar sujeitas quando o atual presidente recebe o aval para a medida da previdência.

Mas, vale lembrar que a eleição de Bolsonaro se deu, justamente, com a promessa de evitar o que é conhecido como “toma lá dá cá”, que foi muito frequente em governos passados.

3 – O problema da corrupção

Outro ponto a se considerar é que também há o que os especialistas chamam de “moedas de trocas ilegais”, que tem a ver com a corrupção.

Para Bolsonaro, isso é um grande equívoco, mas o brasileiro acaba ficando “atordoado” com a palavra, já que esse é um dos piores problemas que o país enfrenta.

Ele ainda diz que já exerceu a sua função, que foi justamente a de enviar a proposta. Agora, para ele, fica à mercê do Congresso cumprir o papel de aprovar a reforma.

O que é a reforma?

A reforma proposta pelo presidente é um conjunto de ações que tem o objetivo de alterar a legislação atual que existe na previdência social do país.

Para se entender o assunto, o ideal é trazer o assunto para a realidade: o objetivo do governo é economizar dinheiro, mas para isso, segundo ele, é preciso alterar o que está na legislação.

Lembrando que no Brasil a previdência social é sustentada pelo recolhimento do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social.

ANÚNCIO