O que existia antes do Big-Bang?

Não existe uma teoria comprovada, e o mais provável é que ainda leve muito tempo para descobrirmos. Isso porque o próprio conceito do big-bang (“grande explosão”) ainda é polêmico.

Ele estipula que o Universo surgiu de um ponto sem volume, mas com densidade e temperatura monstruosos, quase incalculáveis. Entre os que acreditam que a grande explosão tenha existido, a “Teoria M” é uma das mais aceitas para explicar o que havia antes de tudo.

Veja como cada corrente teórica tenta explicar o Universo antes do big-bang:




GRANDE ACIDENTE (1969)

Segundo essa corrente, nosso Universo é composto de uma série de forças que se anulam. A energia resultante é zero. Se o Universo é um zero absoluto, nada é preciso para originá-lo.

É o que dizem os acidentalistas: antes do Universo não havia tempo, espaço ou matéria. Por acidente, uma “flutuação” nessa espécie de vácuo originou o nosso Universo. Seu formulador foi o físico Edward P. Tryon, do Hunter College (EUA).




TEORIA M (1995)

Existem universos paralelos ao nosso redor. O big-bang teria sido resultado do choque entre dois deles: A energia da colisão teria gerado a matéria e a energia em nosso Universo. E mais: O big-bang pode ter sido apenas o último choque de uma série, sendo que os universos deverão se colidir de novo no futuro. Seus formuladores foram os adeptos da Teoria das Cordas e professores da Universidade de Princeton (EUA).




GRAVIDADE QUÂNTICA EM LOOP (2007)

Existia antes um outro universo, que encolheu gradativamente até um minúsculo ponto, que então sofreu o big-bang e virou o Universo atual. E nós estamos fadados ao mesmo destino: nosso Universo irá crescer até certo tamanho, então começará a diminuir até que não possa mais encolher e vire um universo novo. Pesquisador: Martin Bojowald, da Universidade do Estado da Pensilvânia (EUA) e seguidores.




FLECHA DO TEMPO (2008)

Nosso Universo teria “pipocado” dentro de um universo-mãe feito de um tipo de vácuo gigante. Na verdade, esta teoria tenta explicar porque o tempo só anda em uma direção. Fora do nosso Universo, porém, as leis da física relacionadas ao tempo poderiam ser diferentes. Foram os cientistas da Sociedade Astronômica Americana e do Instituto de Tecnologia da Califórnia (EUA) que bolaram essa teoria.

Aparentemente, ainda queimaremos muitos neurônios até chegarmos à alguma conclusão.

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo