Eutanásia é crime?

A palavra eutanásia tem origem grega: eu= boa; thanatos= morte, significando assim, “boa morte”. Em alguns países a eutanásia é permitida, sendo prioridade o bem-estar do paciente terminal, a opção pela morte sem dores parece, à primeira vista, uma solução convincente para a legalização deste recurso. No entanto, princípios religiosos, de cidadania e ética, geram incessantes conflitos diante de um assunto tão polêmico. No Brasil, ainda que tramite no Senado desde 1995 um projeto-lei para que o próprio paciente que padece de dor física e/ou psicológica opte pela eutanásia, a mesma ainda é considerada homicídio.

Por um lado, o alívio da dor parece-nos uma solução humanitária, mas será que temos o direito de decidir pela vida de outra pessoa, ou mesmo pela nossa? E um paciente com conflitos físicos e/ou psicológicos, encontra-se em condições de responder por si mesmo? E os familiares que querem manter a vida do parente mesmo em coma profundo ou sobrevivendo através de aparelhos, não será egoísmo preservar a vida deste para não privar-se de seu convívio? Certamente este é um assunto carregado de opiniões divergentes. Mesmo porquê, a possibilidade de que ocorram crimes para vendas de órgãos ou por razões pessoais, é outra possibilidade que interfere na decisão da legalização da eutanásia. Você, já tem sua opinião formada?

Enquete encerrada.

Receba mais em seu e-mail
Topo