Estudo desvenda o sentido da vida

sentido_da_vida

Uma pergunta que tem percorrido gerações e gerações sem uma resposta conclusiva. Mas afinal qual o sentido da vida?

O Journal of Humanistic Psychology publicou um estudo liderado por Richard Kinnier, da Universidade do Arizona (EUA), que analisou as respostas de cerca de 200 pensadores, de Napoleão ao escritor Oscar Wilde, cujo pensamento era “é preciso desfrutar a vida enquanto for possível”.

Certa de 17% das frases analisadas, de personalidades como Janis Joplin e Thomas Jefferson, que tinham o mesmo pensamento “aproveite enquanto puder”.

Ainda foram analisados pensamentos de pessoas consideradas pessimistas, como é o caso de Frank Kafka, Jean-Paul Sartre, Sigmund Freud e Joseph Conrad, que representaram cerca de 11% dos pesquisados. Ao analisar estudos destas personalidades percebeu-se que para eles não há qualquer sentido na vida.

Já para Albert Einstein e Jean-Jacques Rousseau o sentido da vida era “amar, ajudar e prestar serviços aos demais”.

Para Mahatma Gandhi, líder pacifista indiano, o significado poderia ser expresso em uma frase: “Encontro meu consolo e minha felicidade me colocando a serviço de todas as vidas”

Outro grupo estudado, que contava com Stephen Hawking, considera a vida um grande mistério.

Já para o menor grupo, que contou com Bob Dylan e Oscar Wilde, a vida é uma simples piada.

O estudo concluiu que, como já era de se esperar, “A vida é para ser desfrutada, então desfrute enquanto for possível”.

Adaptado de terra

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo