Estudo comprova que nunca houve um vínculo entre jogar e ser violento

Finalmente, há um estudo que você será capaz de contradizer sua mãe cada vez que você vá para o seu quarto com raiva e quer desligar o console, porque ela teme que os jogos são armas que tornarão você um animal violento.

Bem, a ciência está do seu lado porque negou a hipótese de que os jogos e o tempo que alguém gasta neles podem alterar significativamente o comportamento agressivo das pessoas.

videogames da velha escola polêmico punch-out

O estudo foi conduzido pelo professor Andrew K. Przybylski, da Universidade de Oxford, que, em princípio, tinha a crença de que havia uma ligação direta entre a violência de um adolescente e as horas gastas no console.

No final, ele ficou surpreso ao descobrir que não há relação direta entre um fator e o outro, nem mesmo se os jogos são graficamente violentos, se existem armas ou se eles têm um tema de guerra.

videogame inteligente

Questionou 100 adolescentes (50 homens e 50 mulheres) com idade entre 14 e 15 anos, que se definiram como “moderadamente usuárias de videogames”, ou seja, jogam de duas a três horas por dia.

Clique em “Próximo” para ler o restante do conteúdo da postagem.