Esses 7 acidentes do moto GP foram bizarros

A Moto GP é uma das competições de automobilismo mais populares do mundo, e apesar de toda a segurança que disponibiliza para seus participantes atualmente, não livra os pilotos de correrem altos riscos durante as corridas, por conta da velocidade atingida pelos automóveis.

Porém, nem todo esse risco é capaz de fazer com que os pilotos desistam dos seus sonhos e abandonem sua paixão pela velocidade. Nem sempre o destino é dos melhores, e alguns acidentes graves acabam acontecendo, mas isso faz parte do esporte. Confira aqui alguns dos mais bizarros que já aconteceram.

Esses 7 acidentes do moto GP foram bizarros
Foto: (reprodução/motogp.com/en/gallery)

No seguinte artigo será possível encontrar os seguintes assuntos:

  • Informações sobre os pilotos envolvidos nas tragédias;
  • Vídeos de todos os acidentes citados;
  • Curiosidades e dados sobre as corridas.

7º – Maverick Vinãles, acidente na Estíria, em 2020

Maverick Viñales encabeça a lista tendo sido o protagonista de um dos acidentes mais bizarros da história da Moto GP. Ao perceber que estava sem os freios, o piloto resolveu simplesmente se jogar no meio da pista, em uma atitude bem inusitada. Confira o momento da queda.

Após se jogar do veículo, Maverick ainda seguiu por um bom percurso até enfim parar, correndo risco de ser atropelado até lá. Já sua moto, que continuou de pé mesmo após o piloto sair de cima, se chocou com o muro em alta velocidade.

O automóvel começou a pegar fogo quase imediatamente após a batida. Já o piloto, apesar do susto dado em sua equipe, não apresentou lesões preocupantes, já que os trajes protetores modernos são bem eficazes em sua missão.

Medo? Apenas raiva e frustração

Em entrevista dada depois do acidente, o piloto disse que não sentiu medo pelo acontecido, mas sim, raiva e frustração, já que pretendia vencer a corrida. No entanto, o mau desempenho de sua moto acabou atrapalhando seus planos.

“Pensei em deixar passarem algumas voltas para ter ritmo. Comecei a perder pressão nos freios dianteiros. Dei três voltas lentas, voltaram um pouco, mas então apertei e vi que estava sem. O freio explodiu e não pude fazer nada”, completou Vinãles.

6º – Wayne Rainey, acidente em Misano, em 1993

Rainey foi campeão três vezes da categoria de 500 cilindradas, porém, não teve muita sorte quando acabou sofrendo um acidente enquanto corria em Misano, na Itália. O vídeo não é forte em si, mas as consequências acabaram sendo devastadoras.

O bizarro da história é que o acidente não pareceu tão feio, afinal, é comum vermos motos voando e pilotos sendo arremessados em batidas fortes. Porém, o que não se sabia, é que Rainey acabaria ficando paraplégico por conta do ocorrido.

Isso porque, no momento da queda, a moto do piloto acabou caindo em cima dele, o que danificou bastante a coluna de Wayne. Desde então, ele não consegue mexer seu corpo do peito para baixo, tendo que deixar sua paixão pelas pistas de lado.

Piloto voltou a pilotar depois de muito tempo

Depois de 26 anos do acidente, em uma moto adaptada, Wayne conseguiu voltar a fazer o que tanto ama. Claro que não está competindo como fazia antes, mas teve o gostinho de toda a adrenalina que sentia ao montar em uma moto adaptada. O momento pode ser conferido aqui.

Apesar de não correr profissionalmente, o astro se manteve ativo dentro da comunidade. Faz parte de comissões ligadas ao esporte, além de também presidir o Moto America. Rainey é realmente apaixonado pelo automobilismo.

5º – Ivan Palazzese, acidente fatal em Hockenheim, em 1989

Ivan Palazzese era um piloto de talento inquestionável, que fez parte da lendária Venemotos Yamaha. Porém, mesmo ainda tendo muitos anos de carreira pela frente, acabou falecendo na pista, no circuito de Hockenheim, na Alemanha. Confira o momento do acidente.

Tudo estava indo bem na pista, até que Ivan tentou ultrapassar seu adversário mas acabou enfrentando um problema no motor, o que fez com que o acidente acontecesse. Ele caiu no circuito e foi atropelado por alguns colegas de profissão.

A cena chocou a todos, que ficaram extremamente preocupados com o estado de saúde dos pilotos. Todos os envolvidos estavam bem, com exceção de Ivan, que acabou falecendo ainda enquanto estava na pista, não conseguindo chegar ao hospital com vida.

Solidariedade dos colegas não foi o suficiente

Ainda na pista, Virginio Ferrari, adversário de Ivan, tentou ajudar o piloto, parando sua moto para prestar socorro. Apesar disso, nenhum esforço feito foi suficiente para ajudar o venezuelano, que teve ferimentos graves no peito.

4º – Johann Zarco e Franco Morbidelli, acidente na Áustria, em 2020

Em um dos acidentes mais recentes da lista, Johann Zarco e Franco Morbidelli protagonizaram uma batida feia no em prova realizada na Áustria, em 2020. O acidente chocou a todos, que ficaram muito preocupados com o estado de saúde dos envolvidos. Confira a batida no vídeo abaixo.

Após o choque, os pilotos foram arremessados das motos por vários metros. Um deles quase foi parar dentro da pista de novo, aumentando o risco envolvido na batida. No entanto, ambos acabaram saindo acordados do incidente.

Apesar da batida ter sido muito feia, nenhum dos dois passou por problemas mais graves após o ocorrido. Johann não precisou sequer ser levado para o atendimento médico, porém, Morbidelli precisou passar por uma bateria de exames depois do acidente.

Destroços quase atingiram outros pilotos

Após a batida, a moto e outros destroços quase acabaram atingindo outros pilotos. Valentino Rossi, que passou pelo local logo depois da batida acontecer, passou pertinho de ser acertado pelos dois automóveis.

Ao assistir ao vídeo do ocorrido, Valentino se mostrou chocado com o ocorrido. Caso um dos veículos tivesse atingido o multicampeão, talvez a trajetória vitoriosa de Rossi no automobilismo tivesse acabado por ali.

3º – Marco Simoncelli, acidente fatal na Malásia, em 2011

Um dos episódios mais tristes da história do automobilismo envolve o italiano Marco Simoncelli. Não se passou muito tempo desde que aconteceu, com o trágico acidente da Moto GP acontecendo na pista da Malásia, em 2011. Confira no vídeo o ocorrido.

O italiano estava em quarto lugar na corrida, mas sua moto acabou perdendo a tração durante uma curva, o que o fez deslizar em direção ao cascalho. As rodas recuperaram a tração, o que fez com que sua moto virasse de maneira inesperada na pista.

Isso fez com que Simoncelli, pendurado na moto, acabasse sendo atingido em cheio por Colin Edwards e Valentino Rossi. Perdeu o capacete durante a batida, o que piorou ainda mais os danos causados durante a batida. Mais tarde, foi anunciada sua morte.

Valentino Rossi fala sobre o amigo

Em entrevista para a Riders, Valentino Rossi, envolvido no acidente, e muito amigo de Marco, falou um pouco sobre o acidente. O grande astro do esporte disse que esse foi o momento mais tenso de toda a sua carreira, mas que não pensou em parar de correr.

Apesar de estar ciente dos riscos, Rossi continuou correndo por amor ao esporte, e graças a isso, alcançou a glória máxima em sua carreira, e hoje, é amplamente reconhecido como o melhor piloto automobilístico de toda a história.

2º – Daijiro Kato, acidente fatal em Suzuka, em 2003

Um dos acidentes mais bizarros, e um dos episódios mais tristes da história da Moto GP, envolveu o então jovem Daijiro Kato. A vida do piloto foi ceifada após ele bater forte no muro, durante uma reta pequena reta do GP de Suzuka. Confira o episódio no vídeo a seguir.

A batida forte aconteceu enquanto o piloto estava a cerca de 200 km/h, e por ter tido contato direto tão rapidamente, Kato mal teve tempo para tentar suavizar o impacto. Acabou sofrendo lesões graves em várias regiões, como peito, cabeça e pescoço.

O acidente aconteceu ainda na primeira volta da corrida, o que acabou assustando a todos. Kato era um piloto muito talentoso, e por ainda ser muito novo, tinha um futuro brilhante pela frente. Seus companheiros de profissão apostavam que ele se tornaria um dos melhores da categoria.

Piloto ficou em coma antes de morrer

O acidente não matou o piloto assim que aconteceu. Kato ficou gravemente ferido, mas ainda tinha chances de continuar vivo, por mais que as probabilidades estivessem apenas em 15%. Daijiro deu entrada no hospital ainda no dia 6 de abril, quando a batida aconteceu.

Kato ficou 13 dias em coma, mas não resistiu ao ocorrido, com sua morte sendo decretada no dia 20 do mesmo mês. Como homenagem, o número 74, que foi utilizado por Daijiro no decorrer de sua carreira, foi aposentado pela Federação Internacional de Motociclismo.

1º – Shoya Tomizawa, acidente fatal em San Marino, em 2010

O pior acidente já ocorrido no automobilismo envolveu o jovem Shoya Tomizawa, que só tinha 19 anos quando acabou morrendo na pista. O caso não aconteceu em San Marino, pela Moto2, categoria que funciona como uma espécie de segunda divisão da Moto GP. Confira o vídeo do grave acidente.

Prodígio, era visto como um dos pilotos que se tornariam gigantes no futuro. Quando o acidente aconteceu, Shoya era o sexto colocado no Mundial, tendo conseguido conquistar a vitória no Qatar, além de também ter conseguido um segundo lugar no GP da Espanha.

Por coincidência, quando Shoya morreu, o último acidente fatal registrado no automobilismo profissional tinha sido o de Daijiro Kato, segundo lugar em nossa lista. Outro fato em comum entre os dois é que ambos nasceram na mesma nação, o Japão.

Pilotos lamentaram o ocorrido

Dani Pedrosa, vencedor da corrida, disse que estava muito feliz por ter conseguido a vitória, porém, quando ficou sabendo do ocorrido, acabou sentindo um grande buraco se abrir nele. Além dele, Valentino Rossi, também deixou um depoimento sobre o ocorrido:

“Quando acontecem coisas como estas, nada mais importa. Vi o acidente na televisão e foi terrível. Pensava que estava morto. Shoya era feliz e simpático”, disse o italiano. Sua morte é lamentada até hoje por pilotos de todo o mundo.

Paixão pelo automobilismo pode ser perigosa

Que a Moto GP é amada nas mais diversas regiões do mundo ninguém duvida, porém, essa paixão pela velocidade pode representar sérios riscos às vidas dos pilotos. Apesar de toda a segurança atual, em batidas muito fortes, a maioria deles acaba encontrando a morte.

Porém, muitos outros esportes também representam risco à vida de seus atletas, e nem por isso deixam de ser praticados. Esperamos que mais nenhuma fatalidade aconteça no meio, no entanto, é quase impossível que isso de fato se realize.

Leia também: Valentino Rossi escapa milagrosamente em acidente de MotoGP em alta velocidade.