Minilua

Escolha a sua área: Psicologia #2

Você ainda está em dúvida do que deseja cursar na faculdade? Não se preocupe, o Minilua pode de ajudar nessa difícil escolha. O “escolha sua área” vai ajudar com informações e as mais frequentes dúvidas que vocês tem sobre uma determinada área, e para ficar melhor, tudo respondido por um profissional que já se encontra no mercado de trabalho.

A área de hoje é Psicologia! E para falar mais sobre o tema, entrevistamos a psicóloga Marcela Pavan. Confira abaixo a entrevista!

Psicologia – Marcela Pavan

Minilua: Primeiro, gostaria que você se apresentasse para a galera do Minilua.
Marcela Pavan:
Meu nome é Marcela Pavan, primeiro me formei em Comunicação Social e depois optei pela Psicologia, que é minha verdadeira vocação. Hoje atuo como psicóloga, atendo jovens, adultos e família. Fiz uma especialização em Família e Casal na Puc-Rio. Atendo em consultório particular e em instituição.

 

ML: Quais são as características essenciais para quem pretende fazer psicologia?
M.P:
É importante ser um curioso do universo psíquico, sentir um interesse apaixonado pelo comportamento e pelas emoções humanas, estudar muito, e principalmente ter a vontade real de ajudar quem procura socorro, usar o conhecimento, a experiência e a disposição com a intenção de auxiliar. Existem algumas características fundamentais para um bom psicólogo, mas podem ser desenvolvidas durante o percurso da carreira, como: ser bom ouvinte (saber ouvir é fundamental no trabalho do psicólogo), ter flexibilidade e criatividade (muitas vezes acontecem situações inesperadas e é preciso ser criativo na condução do atendimento), gerenciar bem a ansiedade (a ansiedade atrapalha quando precipita uma intervenção antes da hora ou de forma equivocada).

 

ML: O que, basicamente, o estudante de psicologia estuda na faculdade?
M.P:
Ele estuda diversas matérias e a grade varia. Mas no geral se estuda: Psicologia do Desenvolvimento, diferentes linhas da psicologia, como e onde o psicólogo pode atuar (escola, empresas, instituições), estudo do sistema nervoso, genética, psicopatologia, etc.

 

ML: O estudante precisa estagiar?
M.P:
Sim, o estágio é obrigatório.

 

ML: Fale-nos um pouco sobre o mercado de trabalho. Uma pessoa formada pode trabalhar com o que?
M.P:
O psicólogo pode ter várias atuações: na clínica, em escola, em hospitais, em empresas (Recursos Humanos), no esporte, na área social e na saúde de forma geral.

 

ML: Como a psicologia é uma área abrangente, quais são as áreas mais promissoras?
M.P:
Atualmente a área que tem maior demanda é a de Recursos Humanos, mas em longo prazo a clínica pode ser muito promissora, com o tempo e com investimento é possível construir uma carreira com credibilidade, ter uma boa rede de indicações e, assim, vários clientes. 

 

ML: E em relação ao salário, o psicólogo é valorizado?
M.P:
No início da carreira o psicólogo geralmente não é muito bem remunerado, mas isso pode mudar com o tempo. O psicólogo não aprende a ser empreendedor do seu próprio negócio e começa no mercado despreparado nesse sentido. É importante já na faculdade estar atento as oportunidades, muitas vezes um estágio bem feito progride para uma contratação. Ter uma boa relação com os professores e outros psicólogos é muito importante pois eles já estão no mercado e mais próximos de possíveis oportunidades de trabalho.

 

ML: No cotidiano o psicólogo se depara com muitas situações anormais que podem desestabilizar ou impressionar de alguma forma? Se sim, como lidar com isso?
M.P: O psicólogo é preparado para ouvir o sofrimento humano, é claro que pode aparecer algo inusitado que o desestabilize, mas no geral o psicólogo se utiliza dos recursos que possui para conduzir a situação. Existe muita fantasia sobre esse assunto, é comum um paciente perguntar se o que ele está dizendo é mesmo horrível, mas na maior parte das vezes o relato é mais comum do que se imagina. É também fundamental que o Psicólogo faça terapia, pois o profissional precisa desse apoio para resolver suas próprias questões e se fortalecer para prestar um bom atendimento.

 

ML: As pessoas confundem muito Psicologia e Psiquiatria, você pode nos dizer quais são as principais diferenças?
M.P: Essa é uma dúvida comum. O Psiquiatra é médico, ele conclui sua formação em medicina e depois opta pela especialização em Psiquiatria. Ele é autorizado a prescrever medicamentos. Já o Psicólogo faz a graduação em Psicologia que tem duração de 5 anos, já pode atender depois de formado e com o registro no Conselho Regional de Psicologia (CRP). É comum o psicólogo fazer após a graduação, um curso de formação em uma determinada linha da Psicologia (Psicanálise, Gestalt-Terapia, Sistêmica, Junguiana, etc.). O Psicólogo não prescreve medicamentos.

 

ML: Quais dicas você poderia dar para quem pretende cursar psicologia?
M.P: Estudar Psicologia é mergulhar em um universo rico e complexo, é fundamental gostar muito do assunto, sentir um forte desejo interior. Eu penso que escolhemos nossa carreira ainda muito jovens, eu mesma escolhi uma área e depois mudei para outra, pois só mais tarde tive a coragem de encarar aquilo que eu realmente desejava e não o que eu julgava mais adequado ou que os outros julgavam. Existem pessoas que já sabem o que querem ser profissionalmente desde cedo, mas a maioria tem dúvidas e incertezas na hora de escolher. É importante ter algum contato com a área antes de decidir. Se você conhece um bom psicólogo, vá até ele, pergunte, veja onde ele trabalha, observe sua rotina e perceba se você se imagina como um psicólogo no futuro. Outra dica é estudar muito e para toda a vida, o ser humano é surpreendente e dinâmico e é preciso estar atualizado sobre estudos antigos e recentes, pois sempre há algo novo a aprender. A última dica é para depois de formado, não tenha muita ansiedade para ser reconhecido rapidamente como um psicólogo de sucesso, principalmente se escolher a clínica, o psicólogo leva vários anos para adquirir experiência, formar seu nome no mercado e ter um bom reconhecimento profissional. É uma profissão a qual você vai melhorando com o tempo, com a experiência e com a postura de que sempre há algo novo a aprender e ensinar.

 

ML: Para encerar a entrevista, agradeço a sua participação aqui no Minilua. Fique a vontade para deixar uma mensagem e divulgar os seus trabalhos.
M.P:
Tenho um blog de psicologia chamado A Caminho da Mudança com textos semanais sobre as emoções e os comportamentos humanos, além dos desafios cotidianos. Lá existem várias informações sobre psicologia e o meu trabalho como psicóloga.

Visitem: acaminhodamudanca.wordpress.com

Obrigada pelo convite!

E aí, galera! O que achou da entrevista? Curtiu? Deixe a sua opinião nos comentários!
Quem quiser deixar sugestões para o próximo “Escolha a sua área” já sabe, basta deixar nos comentários!