Escola na Índia cobra inscrição com “lixo” em vez de dinheiro; eles transformaram a cidade!

Em relação ao método de estudo, cada aluno é acompanhado até atingir os conhecimentos e habilidades necessários para passar para um próximo nível e também se tornar professores dos mais novos, e Mazin acrescentou:

“Colocamos cada aluno diretamente em uma carreira: as crianças permanecem na escola até que uma carreira seja encontrada para elas, através da faculdade ou aprendendo uma habilidade. Os adolescentes desenvolvem habilidades vocacionais, além de ensinar. Os alunos aprendem inglês, matemática e ciências, mas no ensino médio o currículo inclui carpintaria, bordado, reciclagem, fotografia e, em breve, um curso de técnico solar mais desenvolvido.”

Escola na Índia cobra inscrição com "lixo" em vez de dinheiro; eles transformaram a cidade!

Além de coletar o plástico, os jovens estão envolvidos em compactar e fazer “tijolos ecológicos”, que também criam mais infra-estrutura para a escola, então, onde quer que você olhe, é um sistema de benefícios para todos.

Seus fundadores, Mazin e Parmita têm gerado uma profunda mudança na comunidade, pois eles conseguiram um modelo educacional econômico, ecológico e social que mudou a face de uma área que parecia estar condenada à pobreza e marginalização.

O plano, diz o casal, é replicar esse modelo em pelo menos 100 cidades em toda a extensão da Índia. Espero que não apenas alcancem esse objetivo, mas o supere, porque lugares como esse são necessários!

Escola na Índia cobra inscrição com "lixo" em vez de dinheiro; eles transformaram a cidade!