É verdade que estamos enfrentando uma extinção de cabelos ruivos?

ANÚNCIO

Enquanto menos de 2% da população do mundo tem cabelos ruivos, esse gene não desaparece tão cedo. Alguns anos atrás, a mídia informou que a mudança climática iria acabar com todas as ruivas. A internet também espalhou “provas” de que as pessoas ruivas não anseiam por este mundo.

É verdade que ser ruivo é raro. Apenas cerca de 4-5% da população do mundo carrega o gene do cabelo vermelho. É mais comum nos países do norte da Europa, incluindo o Reino Unido (veja o príncipe Harry). E as chances de ter cabelos ruivos de olhos azuis, como a atriz Amy Adams, são ainda menores.

ANÚNCIO

É verdade que estamos enfrentando uma extinção de cabelos ruivos?

Alistair Moffat, CEO da ScotlandsDNA, afirmou em 2014: “Pensamos que cabelos ruivos na Escócia, Irlanda e no norte da Inglaterra são uma adaptação ao clima. Acho que o motivo da pele clara e dos cabelos ruivos é que não temos sol suficiente e temos que obter toda a vitamina D que pudermos. ”

Ele continuou dizendo que menos nuvens e mais sol resultariam em menos pessoas portando o gene da ruiva.

ANÚNCIO

Primeiro, deve-se notar que não há registro de Moffat formado em genética (mas ele teria ganhado um mestrado em filosofia em 1975). No entanto, ele estava interessado em promover o kit de testes de ancestralidade genética de sua empresa, e suas alegações sobre ruivos morrendo devido às mudanças climáticas foram rapidamente desmentidas.

Uma mutação em um gene chamado MC1R, que é mais comum em lugares como a Escócia e a Irlanda, é responsável pelos cabelos ruivos. Para que uma criança tenha cabelos ruivos, ambos os pais devem portar o gene recessivo.

Pais que não são ruivos e portadores do gene recessivo têm 25% de chance de ter um filho com cabelo ruivo.

Pode até pular gerações. Nenhum dos pais do príncipe Harry – o príncipe Charles ou a princesa Diana – nasceu com cabelos ruivos, mas seu avô, o príncipe Philip, era um dos mais importantes na juventude. Enquanto isso, o irmão de Harry, William, tem cabelos castanhos.

royal family

Genes recessivos podem se tornar mais raros, mas não podem desaparecer completamente. Para que os ruivos realmente desapareçam, eles teriam que parar completamente de fazer sexo – assim como todos os outros portadores do gene recessivo.

Sem oferecer evidências científicas claras, a Oxford Hair Foundation relatou em 2005 que os ruivos poderiam desaparecer já em 2060. Descobriu-se que o grupo era afiliado à Proctor & Gamble, que por coincidência produz tintura de cabelo vermelho.

Inúmeros cientistas se manifestaram contra a alegação infundada.

Também houve rumores de que as loiras estão sendo extintas. Um relatório de 2002, amplamente divulgado pela mídia, citou falsamente um antropólogo inexistente da Organização Mundial da Saúde.

Enquanto as ruivas não morrem, elas são um pouco diferentes das suas loiras e morenas. Acredita-se que eles lidam com a dor de maneira diferente. Estudos mostraram que eles requerem 20% mais anestesia para sedação e requerem anestésicos tópicos locais. Eles também são mais suscetíveis a queimaduras solares e câncer de pele.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ripleys

ANÚNCIO