É tudo que nós temos

A humanidade vive sua época de ouro, com mais de 7 bilhões de pessoas convivendo no planeta. As desigualdades, apesar de ainda serem grandes, são milhares de vezes menores do que eram há 500 ou mesmo há 100 anos. A maior parte da população possui acesso ao básico para viver, mas até quando?




Água e ar

gota-na-Agua_2294_1600x1200

Nosso planeta é um sistema fechado, por isso a água existente aqui não vai acabar. Só que nosso real problema se refere a água potável.

A quantidade de água por aqui é a mesma desde “sempre”, exceto por adições vindas de meteoros ou coisas do gênero. Isso nos dá a impressão de que ela é infinita e nunca vai acabar. E, na verdade, não vai mesmo, porém o ser humano só pode beber água limpa e sem sal, e é nesse ponto que temos o problema.

Todo mundo sabe que a maior parte da água existente na Terra é salgada. E a menor parte, que sobra para gente beber, está inacessível em lençóis subterrâneos ou congelada. Assim, resta apenas uma quantidade ínfima para uso humano, só que, cada dia mais, nós mesmo estragamos essas águas com produtos químicos, dejetos e lixo.

Outro problema existente é o ar. Para sustentar uma população desse tamanho, a humanidade, necessariamente, precisa usar tecnologias que, muitas vezes, são poluentes. Dessa maneira o ar, um dos ingredientes fundamentais da vida, acaba sendo prejudicado, da mesma maneira que a água.

No final das contas, nós poluímos, pois precisamos produzir para que todos sobrevivam, mas essa poluição gera dificuldades para a sobrevivência de todos, ou seja, a própria sobrevivência da humanidade gera problemas para a sobrevivência da humanidade.




Pouco para muitos

planeta-terra-agua

Quem olha para uma imagem da Terra vista do espaço, vê água para todos os lados e, apesar de não vermos, sabemos que existe muito ar por todos os cantos. Mas quando nós pegamos essas duas coisas e colocamos tudo junto para vermos sua real quantidade, a realidade é assustadora:

earth-water-air-3-1260x710

Essas duas bolinhas representam todo o ar e toda a água do planeta! E se olhar com atenção, verá mais duas bolinhas dentro da pequena bola de água. Essas duas “microbolas” representam a água potável que temos, sendo que a maiorzinha é o que está no subterrâneo, sobrando só a menor das menores para gente atualmente.

A verdade é que nosso bem mais precioso é limitado e seu limite diminui a cada dia.

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/

Receba mais em seu e-mail
Topo